Empreendedorismo na era da informação

O empreendedor do século 21 é um ser que precisa ter informação, ser racional e relacional

Fábio Guimarães - 28/08/2017 13h08

Empreendedorismo na era da informação / Foto: Divulgação

O brasileiro é um povo inovador, criativo e hospitaleiro. Afirmações como essa são uma tônica em nossa sociedade e também entre milhares de turistas que nos visitam todo ano.

Apesar desse “espírito inovador ou empreendedor”, a verdade é que temos muitas dificuldades para gerar riqueza em nosso país; obstáculos como alta taxa de juros, alta carga tributária, burocracia e custo do crédito praticamente inviabilizam a criação ou disseminação de muitos modelos de negócios por aqui.

O mercado formal de trabalho não tem emprego para todo mundo, e nem todo mundo tem perfil para ingressar no mercado formal de trabalho; esse problema se acentua em momentos de crise como este que estamos vivendo; o resultado são milhões de desempregados em uma economia cambaleante. A realidade nos impõe uma busca constante por novas formas de sobrevivência; a geração de renda por conta própria é uma das alternativas existentes.

Cada empreendedor ou potencial empreendedor precisa, antes de mais nada, se informar, estudar com afinco as informações destinadas ao modelo de negócio que quer implementar, saber das oportunidades, dos riscos, o tamanho do mercado, principais concorrências, grau de inovação tecnológica, barreira para novos entrantes, e muitas outras variáveis precisam ser minuciosamente analisadas.

Apesar da importância da disposição e da vontade do empreendedor, do seu “espírito empreendedor”, temos que ter clareza que antes de tudo empreender é uma atitude racional, é uma tomada de decisão baseada em informações concretas que podem e devem ser analisadas com precisão.

Para quem está trilhando esse caminho, vale saber que algumas instituições auxiliam empreendedores na busca por informações essenciais para seu crescimento profissional, dentre elas podemos destacar o Sebrae, o Instituto Endeavor, a Associação Brasileira de Franchising – ABF, e milhares de palestras TED que podem ser assistidas em vários sites, dentre eles o YouTube.


Fábio Guimarães é economista, formado pela UFRRJ com MBA em Gestão de Negócios pelo IBMEC-RJ. Palestrante, consultor e debatedor, atuou por mais de 10 anos como gestor nas áreas de trabalho e renda e desenvolvimento econômico.