A poluente indústria da moda!

Somos responsáveis pela degradação ambiental por causa de nossas ações e omissões

Fábio Guimarães - 25/03/2019 13h32

A indústria da moda libera 500 mil toneladas de rejeitos sintéticos nos oceanos todos os anos Foto: Pixabay

Dados da ONU indicam que a indústria da moda é a segunda mais poluente do mundo. Isso representa algo em torno de 10% do total de emissões de gases responsáveis pelo efeito estufa no planeta.

Assustado? Eu também. O politicamente correto nos apresenta todos os dias, atores, atrizes e modelos defendendo o meio ambiente. São os embaixadores da natureza. Bacana, mas a indústria que eles desenvolvem são sim atores deste processo que faz com que o mundo fique cada vez mais cinzento e o ar bem mais poluído.

Entender de forma sistêmica nossa sociedade é fundamental. Estudos demonstram que hoje nossas roupas ficam à disposição em nosso guarda roupa a metade do tempo que ficavam 15 anos atrás. Mais do que isso, também consumimos em números absolutos 60% mais roupas do que no passado.

Com o estímulo ao consumo desenfreado e com as lindas e milionárias campanhas das marcas que conseguem alavancar o consumo com a falsa relação de homogeneidade entre os conceitos de necessidade e desejo, estamos poluindo muito mais que indústrias convencionais como a da aviação ou marítima, por exemplo.

Necessidade e desejo são ações completamente diferentes. Fome é necessidade, vontade de comer um hambúrguer é desejo. Simples assim. Não ter uma roupa específica pode ser necessidade, trocar o guarda roupa a cada nova coleção é desejo.

Se quisermos um mundo melhor, precisamos trabalhar por ele. Precisamos ter a clareza do quanto somos responsáveis pela degradação ambiental por causa de nossas ações e omissões.

Voltando à indústria da moda, ela consome muita água e produz cerca de 20% das águas residuais do mundo. Além disso, ela libera 500 mil toneladas de rejeitos sintéticos nos oceanos todos os anos.

Cobrar ações do governo e das empresas para termos um planeta sustentável é fundamental. Fazer a sua parte também!

Vamos em frente!

Fábio Guimarães é economista, formado pela UFRRJ com MBA em Gestão de Negócios pelo IBMEC-RJ. Palestrante, consultor e debatedor, atuou por mais de 10 anos como gestor nas áreas de trabalho e renda e desenvolvimento econômico.

Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo