Leia também:
X Quais as responsabilidades reais de um padrinho de casamento?

Solidariedade ao Líbano

Temos, aqui no Brasil, mais descendentes de libaneses do que o próprio Líbano tem hoje de população

Esperidião Amin - 12/08/2020 15h17

Minha solidariedade aos nossos irmãos do Líbano e, particularmente, à cidade de Beirute. O Brasil é o maior país libanês. Nós temos, aqui no Brasil, mais descendentes de libaneses do que o próprio Líbano tem hoje de população.

Eu queria consignar, como filho de imigrantes que sou – eu acho que deste o único que é de primeira geração –, de pai libanês… A minha mãe nasceu em outras plagas, mas filho de imigrante. E migração é, hoje, uma coisa hoje dolorosa no mundo. Ver a capital do país, de onde o seu pai saiu em grande necessidade – não saiu porque quis –, viver mais uma tragédia além das que tem vivido ultimamente…

Não se sabe direito a causa, mas parece que foi acidental. A causa está sendo investigada, mas as mortes são explícitas, estão aí, além de mais de duas ou três mil pessoas feridas, em uma destruição muito grande.

Então, eu quero me arrogar o direito e o dever de fazer esse registro de solidariedade, porque, tenho certeza, todos, a começar pelo Senador Jean Paul, que preside a Frente Parlamentar da amizade árabe-brasileira, enfim, independentemente de sobrenome, todos nós sabemos que o Líbano é um pais irmão e, sob muitos aspectos, pai, mãe de muitos brasileiros que são naturalizados ou que aqui nasceram.

Então, eu quero expressar esse sentimento de dor e de solidariedade, penso eu, em nome do Senado, mas, acima de tudo, como cidadão brasileiro que ostenta o sobrenome que herdei do meu pai, de sua família e que carrego junto com a ancestralidade italiana que vem da minha mãe.

Esperidião Amin é senador da República por Santa Catarina, onde nasceu e foi criado. Graduado em Direito e mestre em Administração, é também autor de oito obras publicadas. Dentre elas, Solidarismo: Mais do Que Nunca, atual, de 1997.
* Este texto reflete a opinião do autor e não, necessariamente, a do Pleno.News.
Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.