Sobre direitos e aborto

Políticos decidem eliminar a consequência dos erros, matando a criança gerada pelo sexo inconsequente

Elaine Cruz - 07/03/2019 10h03


Em janeiro deste ano, a Assembléia Legislativa de Nova York aprovou uma lei que torna legal para médicos e outros profissionais de saúde, como parteiras e assistentes médicos, realizar abortos até o período do nascimento da criança, por qualquer razão.

A Lei de Saúde Reprodutiva remove o aborto do código penal e observa, em parte, que “todo indivíduo tem o direito fundamental de escolher ou recusar contracepção ou esterilização. Todo indivíduo que engravida tem o direito fundamental de escolher levar a gravidez até o final, dar à luz uma criança ou fazer um aborto”.

É triste saber que este projeto de lei foi aprovado sob aplausos estrondosos e muitos sorrisos de contentamento. Feministas de todo o mundo saudaram a conquista, sob a alegação de que as decisões femininas são importantes, e que é a mulher quem decide, até o dia do nascimento de uma criança, se ela quer ou não que esta vida seja mantida.

É impressionante como o mundo em que vivemos inverte prioridades e denigre conceitos. Ao invés de combater o sexo ilícito, fazendo um investimento na conscientização dos resultados de uma vida promíscua e depravada, políticos decidem eliminar a consequência dos erros, matando a criança gerada pelo sexo inconsequente!

Deus é e sempre será o Dono da vida. Só Ele pode tirar uma vida que outorgou. Ele estabeleceu leis físicas e biológicas sobre a fecundação, e a obrigação de conhecer, evitar os erros e de não matar uma vida, é nossa!

Afinal, a vida humana é um presente de Deus, e a criança gerada tem o direito de ter sua vida mantida.

Elaine Cruz é pastora no Ministério Fronteira, na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro; Psicóloga clínica e escolar, especializada em Terapia Familiar, Dificuldades de Aprendizagem e Psicomotricidade; Mestre em Educação pela Universidade Federal Fluminense; palestrante e conferencista internacional, com trabalhos publicados no Brasil e no exterior; Mestre em Teologia pelo Bethel Bible College (EUA); e membro da Academia Evangélica de Letras do Brasil, com oito livros publicados.

Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo