Opinião Elaine Cruz: Pobreza

O mais triste é observar a principal causa de todas as atrocidades que vivenciamos: a pobreza ética e moral que nos assola

Elaine Cruz - 22/03/2018 09h15

Nossa capacidade de vasculhar as diversas regiões do mundo através das mídias sociais é impressionante. Podemos observar o que acontece em regiões longínquas, ver as cores da aurora boreal e assistir a um discurso presidencial ao vivo. Somos capazes de partilhar fotos, textos, livros inteiros e muitas receitas deliciosas.

Por conseguinte, também temos acesso a informações que chocam: o enorme número de pessoas perdendo suas histórias e casas por consequência de guerras, o contigente de refugiados acampados por estradas no meio do nada, inúmeras meninas sendo estupradas por terroristas, e a enorme gama de pessoas morrendo desnutridas.

A pobreza dói, fere a dignidade e a consciência, nos fazendo lembrar como estamos administrando mal os recursos, onde tantos morrem de fome, enquanto outros jogam fora toneladas de comida diariamente. É uma guerra insana, que por mais que façamos, ainda há muito o que fazer!

Contudo, o mais triste é observar a principal causa de todas estas questões listadas acima: a pobreza ética e moral que nos assola, que envolve desde ações políticas a escolhas individuais, em que a sociedade não importa, e o outro não é importante.

Somos permeados por outras pessoas, somos formados e concebidos por outros. Somos dependentes do outro para nos cuidar e tratar, além de nos adjetivar e nos conceituar. Infelizmente, muitos se esquecem de quão dependente já foram, maltratando famílias e parentelas que os amaram. Fazem bullying com colegas da escola e do trabalho, descartam afetos, e até mesmo desconsideram o amor de Deus. Pessoas pobres de amor, de gratidão, de honra, de ética, de vergonha, de valores.

Nossa sociedade precisa voltar aos princípios morais e éticos, e para tanto precisa voltar à Bíblia, e a tudo o que ela representa: o esteio moral e ético da humanidade. Carecemos revisitar e adotar princípios bíblicos como amar ao próximo, estender a mão ao necessitado, tratar o outro como superior a nós, andar uma segunda milha, engolir a afronta, dar a outra face, deixar o sol se pôr sobre a ira, calar mais e falar menos, não julgar ou apontar o erro alheio, perdoar.

Só a riqueza dos ensinamentos bíblicos podem combater a pobreza moral e ética dos nossos tempos.

Elaine Cruz é pastora no Ministério Fronteira, na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro; Psicóloga clínica e escolar, especializada em Terapia Familiar, Dificuldades de Aprendizagem e Psicomotricidade; Mestre em Educação pela Universidade Federal Fluminense; palestrante e conferencista internacional, com trabalhos publicados no Brasil e no exterior; Mestre em Teologia pelo Bethel Bible College (EUA); e membro da Academia Evangélica de Letras do Brasil, com oito livros publicados.