O perdão é o foco

Perdoar não é uma opção, mas algo mais do que necessário

Elaine Cruz - 16/05/2019 18h00

Foto: Pixabay

Vivemos tempos difíceis. Pessoas estão cada vez mais egoístas, prepotentes e frias afetivamente. Muitos vivem como se tivessem que fazer suas considerações pessoais aos outros, apontando os dedos e dizendo o que pensam, sem se importar se vão magoar ou ferir os sentimentos alheios, ou se seus postulados são verdadeiros.

De modo a não adoecermos, amargando calunias e mágoas, perdoar se faz cada vez mais necessário. Por mais que devamos dizer aos outros o quanto suas atitudes nos ferem, ainda assim, muitos vão continuar a agir de modo mesquinho e inconsequente, seguindo suas vidas sem querer observar ou discutir as dores deixadas por seus atos.

Assim sendo, de modo a garantir nossa saúde emocional e evitar sequelas psicossomáticas, perdoar não é uma opção, mas algo mais do que necessário! Precisamos perdoar para seguir em frente, para não adoecer ou paralisar nossa vida afetiva. Necessitamos perdoar para não deixar que as palavras ou atos alheios nos façam perder a fé, a alegria ou o sono.

Perdoe. Vire a página. Liberte-se da afronta e da maldade alheia. Perdoe até mesmo quem não merece seu perdão, para que você possa viver a vida que merece viver.

Elaine Cruz é pastora no Ministério Fronteira, na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro; Psicóloga clínica e escolar, especializada em Terapia Familiar, Dificuldades de Aprendizagem e Psicomotricidade; Mestre em Educação pela Universidade Federal Fluminense; palestrante e conferencista internacional, com trabalhos publicados no Brasil e no exterior; Mestre em Teologia pelo Bethel Bible College (EUA); e membro da Academia Evangélica de Letras do Brasil, com oito livros publicados.

Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo