Aprendendo a fazer cara de paisagem

As pessoas não têm culpa do que nos acontece, e já precisam ter que lidar com seus próprios problemas

Elaine Cruz - 21/02/2019 12h07


Há dias em que acordamos cansados e irritadiços em decorrência de uma noite mal dormida. Em outros dias podemos estar esgotados, sobrecarregados pelas pressões no trabalho, ou pelo estresse das horas passadas em congestionamentos nas estradas.

Dores constantes tendem a alterar nosso equilíbrio emocional, e problemas pessoais nos fazem mais intolerantes com as pessoas. Temos consciência de quando não estamos bem emocionalmente. Se podemos, nos afastamos num pouco das pessoas, procurando o ombro amigo daqueles que sabemos que nos amam.

Contudo, infelizmente, nem sempre é possível ficarmos reservados: precisamos fazer reuniões com a equipe do trabalho, conviver com a causa do estresse e estar em meios sociais como igreja e parentela. E é exatamente nestas situações que necessitamos aprender a fazer cara de paisagem – manter a dor emocional ou o estresse sob controle internamente, sem projetar ou descontar em outras pessoas, nossa irritação ou descontentamento.

O gerente do banco, o vendedor da loja, o motorista lento no trânsito, o garçom do restaurante e muito menos nossos cônjuges ou filhos, devem ser depositários da nossa revolta, da nossa irritação ou do nosso mau humor. Assim sendo, treine sua cara de paisagem no espelho, respeite as pessoas que convivem com você e aprenda a domar sua irritabilidade e tristeza.

As pessoas não têm culpa do que nos acontece, e já precisam ter que lidar com seus próprios problemas, mantendo sua cara de paisagem ao lidarem conosco!

Elaine Cruz é pastora no Ministério Fronteira, na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro; Psicóloga clínica e escolar, especializada em Terapia Familiar, Dificuldades de Aprendizagem e Psicomotricidade; Mestre em Educação pela Universidade Federal Fluminense; palestrante e conferencista internacional, com trabalhos publicados no Brasil e no exterior; Mestre em Teologia pelo Bethel Bible College (EUA); e membro da Academia Evangélica de Letras do Brasil, com oito livros publicados.

Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo