CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X Seu armário provoca preguiça ou provoca gratidão?

Páscoa em tempos de quarentena

Este é o momento em que a nossa fé deve ser colocada em prática, não somente em relação às obras sociais, mas no sentido de mantermos a nossa esperança de que o Senhor irá nos proporcionar dias melhores

Edvaldo Oliveira - 12/04/2020 08h00

João 11: 25 – Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá;

A Páscoa é uma festa tradicional do povo judeu instituída por Moisés, seguindo a direção de Deus. O seu significado está ligado à morte e à ressurreição de Cristo.

A palavra páscoa vem do hebraico pessach, que significa “passar por cima”. Quando o povo hebreu estava para ser liberto do Egito, o Senhor enviou a décima praga, que foi a morte de todos os primogênitos, mas para ao povo de Israel foi orientado que sacrificassem um cordeiro e aspergissem o sangue dele nos umbrais das suas portas, pois aquilo seria um sinal para que o anjo da morte não fizesse nenhuma vítima ali, para que Israel fosse poupado. O significado de “passar por cima” é no sentido de guardar, preservar, ou seja, o juízo de Deus “passou por cima” do seu povo.

Depois disto, o Senhor ordenou que o povo se lembrasse e celebrasse este livramento:

E acontecerá que, quando vossos filhos vos disserem: Que culto é este? Então direis: Este é o sacrifício da páscoa ao Senhor, que passou as casas dos filhos de Israel no Egito, quando feriu aos egípcios, e livrou as nossas casas. Então o povo inclinou-se, e adorou. – Êxodo 12: 26-27.

A páscoa também está registrada nos evangelhos, quando os relatos falam sobre Jesus sendo levado por seus pais para a festa da Páscoa (Lucas 2: 41) e também pelo evangelista João em algumas passagens, mostrando que o povo guardou esta tradição.

A associação de Jesus com a páscoa pode ser percebida em duas passagens: o profeta Isaías, no capítulo 53 disse que o Messias foi levado ao matadouro como cordeiro mudo, e João Batista, ao se deparar com Jesus disse: “eis o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo”.

Num tempo em que uma das palavras que mais ocupam nosso vocabulário e nossa mente é a morte, seja através de noticiários, das redes sociais, do Whatsapp, etc, temos um alento, uma esperança, quando olhamos para a cruz vazia.

Jesus venceu a morte. Aleluia! No terceiro dia após a sua crucificação, ele ressuscitou. E o mesmo Espírito que vivificou Jesus dentre os mortos também quer te dar vida, e vida em abundância.

O apóstolo João escreveu no livro de Apocalipse sobre o Cristo ressurreto:

Quando eu o vi, caí aos seus pés, como morto. Porém ele pôs a mão direita sobre mim e disse: — Não tenha medo. Eu sou o Primeiro e o Último. Eu sou aquele que vive. Estive morto, mas agora estou vivo para todo o sempre. Tenho autoridade sobre a morte e sobre o mundo dos mortos. – Apocalipse 1: 17-18.

Jesus está vivo, e por isso, como diz a canção, podemos crer no amanhã. Ele é o nosso advogado, nosso redentor e nosso intercessor

Este é o momento em que a nossa fé deve ser colocada em prática, não somente em relação às obras sociais para ajudar aos necessitados, isso é necessário e urgente, mas a fé também deve ser colocada em ação em relação a nós mesmos, no sentido de mantermos a nossa confiança e a nossa esperança de que o Senhor irá nos proporcionar dias melhores.

Jesus é ressurreição, é vida, ele está conosco nos momentos difíceis, e nos ajuda a caminhar todos os dias, mesmo em meio às crises e às tempestades da vida.

O Senhor tem contemplado cada oração, cada lágrima derramada, cada perda, os sentimentos de tristeza, de ansiedade e de incerteza. Quando você ora suas orações são recolhidas em taças de ouro e levadas até Deus.

Até mesmo quando não sabemos o que dizer, e apenas choramos na presença de Deus, o nosso pranto sobe para o Pai como um clamor.

Jesus está vivo, e por isso, como diz a canção, podemos crer no amanhã. Ele é o nosso advogado, nosso redentor e nosso intercessor.

Receba essa palavra no seu espírito. Você não está só. Tem um Deus que te ama e que se preocupa com você. Ele é quem guarda você e sua família. Se Deus é por nós, quem será contra nós?

Mesmo no isolamento, não deixe de celebrar este dia tão importante. Reúna sua família, faça uma oração com ela, tomem a ceia juntos, e valorize o sacrifício de Jesus por você. Aquela cruz era pra nós, mas Cristo a tomou para si.

E creia que o mesmo Deus que tem poder de vencer a morte, pode nos proporcionar dias mais favoráveis.

Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo