Leia também:
X A live de Bolsonaro, e as manifestações deste domingo

As consequências da insensatez

Em Provérbios, o escritor fala sobre a oposição que existe entre a vida do sábio e a do insensato

Edvaldo Oliveira - 03/08/2021 07h00

As consequências da insensatez Foto: Pixabay

Quando Salomão escreveu o livro de Provérbios, talvez ele não tivesse a plena noção de que estivesse deixando um legado importantíssimo para as gerações futuras. Isto porque este livro contém uma série de ensinamentos para quem deseja ter uma vida bem-sucedida, e, quando lemos Provérbios, encontramos inúmeras orientações sobre como agir em diversas situações.

Além disso, os ensinamentos em Provérbios sempre estão alinhados aos princípios de Deus. Por isso, recomendo que você leia sempre Provérbios. É um livro com 31 capítulos. Então, você pode ler um capítulo por dia, durante um mês. E, mais do que ler, procure anotar aquilo que Deus falou com você e colocar em prática o que aprendeu.

“Deixem a insensatez, e vocês terão vida; andem pelo caminho do entendimento.” (Provérbios 9:6 NVI)

Um dos temas abordados em Provérbios é a sabedoria, e o escritor fala de forma muito clara sobre a oposição que existe entre a vida do sábio e a do insensato.

Os insensatos são aqueles que desprezam o conhecimento, desenvolvem um sentimento de ira, vivem se envolvendo em brigas e tornam-se motivo de tristeza e de amargura para seus pais.

Dentre as principais atitudes do insensato, podemos destacar algumas que causam um impacto profundo na sua vida e sérias consequências:

Primeiro, o insensato pode provocar a destruição da sua família.

Em Provérbios 10:1 (ARA), é dito que “o filho sábio alegra a seu pai, mas o filho insensato é a tristeza da sua mãe”. Em Provérbios 19:13 (ARA), está escrito que “o filho insensato é a desgraça do pai”. Aqueles que desprezam a sabedoria, agem de forma insensata e não conseguem enxergar a família como um presente de Deus, como um tesouro; e, por não darem a ela o devido valor, correm o risco de perdê-la.

Não é por acaso que um dos mandamentos bíblicos diz que devemos honrar nossos pais, para que tenhamos vida longa e para que sejamos bem-sucedidos (Êxodo 20.12). Com isso, o Senhor está nos mostrando o valor que Ele dá à família. Deus ama a família, e a falta de sabedoria pode fazer-nos perder a comunhão, o diálogo, a paz e o entendimento em nosso lar.

Segundo, o insensato, ou seja, aquele que despreza a repreensão e a sabedoria, pode terminar sozinho.

Em Provérbios 13:20 (ARA), é dito que “quem anda com os sábios será sábio, mas o companheiro dos insensatos se tornará mau”. A Bíblia recomenda que não sejamos companhia dos insensatos, ou poderemos nos contaminar com a maldade deles.

E, em Provérbios 14:7, é dito para fugirmos da presença do homem insensato, porque não vamos achar conhecimento em nada do que ele falar. As pessoas passam a não ter mais paciência com quem é insensato e consideram que tentar ensiná-lo é uma perda de tempo.

Terceiro, o insensato herdará a desonra. Esta pode ser entendida como aquilo que é motivo de vergonha, de humilhação.

E, para encerrar, o insensato um dia será castigado. Afinal, em Provérbios 19:29 (NVI), é dito que “os castigos estão preparados para os zombadores, e os açoites para as costas dos tolos”. E, em Gálatas 6:7 (NVI), Paulo diz que “de Deus não se zomba. Pois o que o homem semear, isso também colherá”.

Diante dessa palavra, recomendo que você não seja insensato. Não confie na sua própria força, justiça ou sabedoria, desprezando as advertências que Deus tem dado a você!

Edvaldo Oliveira é coordenador e idealizador do Ministério Minuto com Deus. É formado em Teologia Ministerial pelo Seminário Cristo para as Nações e em Administração de Empresas. Mora em Belo Horizonte e congrega na Igreja Batista Videira.

* Este texto reflete a opinião do autor e não, necessariamente, a do Pleno.News.
Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.