Vamos comer uma pizza no fim de semana?

Precisamos avaliar o tipo de vida que estamos levando para aceitar tantas restrições

Denise Portugal - 19/06/2018 12h27

A pizza em família não está proibida Foto: Pixabay

Hoje quero falar com você sobre o que está acontecendo nos dias atuais. Vivemos um tempo que tudo não pode!

Pode comer pizza? Não!
Pode comer pão? Não!
Pode comer ovo? Não!
Pode comer um docinho? Não!

Por quê?

Que tipo de vida estamos levando para aceitar tantas restrições?

Vivemos num mundo da web, com tantas informações que, por muitas vezes, não são tão verídicas assim…
Acredito que sejam informações “desinformadas”…

Não pode comer glúten, mas as pessoas chegam para mim se enchendo de macarrão sem glúten. Ah, mas é sem glúten… Não pode tomar lactose, então vamos cair de cabeça no leite de coco. Ah, não pode óleo de soja, então, o óleo de coco pode! O dia inteiro, inclusive no café da manhã, misturado ao café…

Depois, vão todos para seus respectivos médicos para eles cuidarem dos “resultados”.

Certa vez, uma antiga paciente, que tinha um peso ótimo e seu colesterol também ótimo, chegou para mim muito preocupada, pois tinha feito os exames que o cardiologista pediu e os resultados vieram todos alterados. O colesterol, que era sempre ótimo. Sim, falei ótimo, veio todo alterado. A princípio, pensei que os exames estivessem errados, por isso solicitei outro.

Quando veio o novo, constatei uma “dislipidemia”, o colesterol total estava alto; o LDL (que é o colesterol ruim) estava muito alto, em 200, sendo que o desejável é até 120; e o HDL (o bom colesterol) estava muito baixo, em 20, sendo que o dela sempre vinha acima de 50.

Pensei, deve estar fazendo menos exercícios não é? Ela me disse”não doutora”. Então, só podia ser na alimentação. Fui perguntando, perguntando, até entender que ela mudou a alimentação!

Começou a seguir algumas “dicas” e “orientações” da internet. Para começar seu dia, seu cafezinho da manhã era misturado com óleo de coco. “Denise, é ótimo, fica igual a um cappuccino”, disse ela. Durante o dia era tudo sem glúten: macarrão, pão, manteiga ghee, etc.

Cada dia me convenço, mais e mais, da importância de profissionais capacitados para orientar as pessoas de uma forma individual!

Não somos máquinas, muito menos receita de bolo para termos a mesma fórmula mágica. O que deu certo para mim, pode não dar certo para você! Gosto muito de uma citação: “Nascemos originais e insistimos em sermos cópias”. O que deu certo para minha vizinha, pode não dar certo para mim… e não dá!

Conclusão: Tivemos que remanejar toda a sua conduta alimentar e medicamentosa. Ela voltou depois de três meses com tudo regularizado novamente e uma grande lição aprendida.

Tenho muita preocupação com esse tempo que estamos vivendo, pois as pessoas estão esquecendo do valor de uma mesa. Como é bom sentar domingo com a família e se alimentar bem.

Tudo na vida requer equilíbrio! A rotina do dia a dia tem que ser saudável sim e isso um bom profissional pode te orientar. Mas isso não quer dizer, que de vez em quando, sair para comer uma pizza com a família seja proibido! A vida não pode ser chata! Viver é maravilhoso! Comer é maravilhoso!

Aprenda a comer, converse com seu médico e seu nutricionista. Peça uma avaliação individual e aprenda a ser saudável sem ser chato!

E aí? Topa uma pizza no fim de semana?

Denise Portugal é médica nas áreas de Endocrinologia, Medicina Ortomolecular e Medicina do Esporte. Também atua como palestrante em eventos e em empresas nacionais e internacionais. Em 2017, lançou o livro Start para o Bem-Estar.