Termogênicos. Você usa?

Os perigos do uso dos termogênicos

Denise Portugal - 05/06/2018 10h23

Hoje eu gostaria de conversar um pouco com vocês sobre os termogênicos.

– Por quê? – você pode me perguntar.

E eu respondo: porque muitas pessoas chegam em minha clínica em busca da fórmula mágica para emagrecer, sem sacrifícios. Elas me dizem: “Só quero tomar um termogênico”, ou “uma amiga tomou o termogênico XYZ e emagreceu 10 quilos em 40 dias”. Uau!!! Que medicamento top não é mesmo?

Hoje me preocupo muito com a expectativa dos meus pacientes quando chegam à minha sala. A primeira coisa que pergunto:

– Você veio por conta própria ou foi sua mãe, esposa, marido que trouxe você?

Se a resposta for: “por conta própria”; ok, vamos tratar, se são as outras alternativas… Nem pensar! Não trato mesmo!

O tratamento para a perda de peso tem que ser um (como eu digo) “TREINAMENTO”. A pessoa que deseja emagrecer, tem que desejar MUDAR! Sem isso… Nada feito! Tem que haver um desejo no íntimo, para que a mudança seja real… E isso não vai acontecer com “um medicamento”.

Tenho ficado muito preocupada com medicamentos milagrosos, como os termogênicos, vendidos em gôndolas, nas casas de suplementos, sem receita medica e sem contraindicação, mas que estão levando pessoas à morte.

Se fosse só a morte… O problema é que estamos falando de jovens, que almejam um corpo escultural (fake de redes sociais), e não pensam nem um pouco nas consequências, como um AVC, por exemplo. Quantas pessoas, você leitor, conhece, que têm um primo ou um amigo que morreu na hora de fazer um supino na musculação, ou um agachamento e…pah!!! Caiu duro no chão???

Esse tema é muito sério, e as pessoas querem que os médicos chancelem esse tipo de tratamento! Mas, não! Mesmo porque, isso não é tratamento!

Pessoal, cuidado!!!

Mas o que são os famosos termogênicos? São medicamentos ricos em cafeínas (que potencializam o efeito da adrenalina e da noradrenalina), e muita das vezes associados à sinefrina (Citrus Aurantium), que são substâncias extremamente termogênicas, isto é, estimulam a produção de calor para o nosso corpo.

A principal fonte de energia para a produção de calor é a glicose, mas quando o corpo precisa de mais “gasolina”, ele acaba utilizando a gordura que está guardada. Esse é o princípio: gasto a fonte e tenho que usar a reserva… Isso acontece através do estímulo da adrenalina, noradrenalina e muitas vezes até da tiroxina (hormônio tireoidiano que pode ser encontrado em alguns termogênicos).

Quando existe um aumento da adrenalina e da noradrenalina, observamos os seguintes efeitos: aumento da frequência cardíaca, a pressão aumenta pois há um aumento da força de contração do coração, tontura, a pessoa respira mais rápido, tremor nas mãos, sudorese, palidez etc… Para que esses efeitos ocorram, o corpo precisa de energia, daí queimam a gordura… E isso não é “bom”…

A cafeína é boa, e quem me conhece sabe que não nego um delicioso cafezinho. Mas na questão dos termogênicos, é que a cafeína é em dose elevada, e isso sim é o problema!

Conheço pessoas que são hipertensas e que usam (não podem ser meus pacientes… Vou logo avisando) esses termogênicos…meu Deus!

Pessoal, para emagrecer não existe milagre, existe uma pílula sim, mas o nome dela é ATITUDE!!!

MUDE SEU ESTILO DE VIDA! MUDE SEU JEITO DE PENSAR! FAÇA EXERCÍCIOS e tudo irá mudar! Gere SAÚDE, e não perca saúde!!!

Mude com calma. Uma mudança, vai levando a outra mudança. Isso não irá acontecer de um dia para a noite. É um processo (demorado), mas real, que gera uma mudança de hábito e traz uma mudança de vida. Mais gera uma mudança em sua família, e traz uma mudança ao seu ambiente de trabalho, e assim: pah! Mudamos o mundo!!!

Yeahhhhhh! Vamos mudar o mundo!!!!

Denise Portugal é médica nas áreas de Endocrinologia, Medicina Ortomolecular e Medicina do Esporte. Também atua como palestrante em eventos e em empresas nacionais e internacionais. Em 2017, lançou o livro Start para o Bem-Estar.