O que as mães da Bíblia nos ensinam?

Todas as mães da Bíblia são exemplo para nós

Denise Portugal - 15/05/2018 10h36

Mães, geralmente, não têm tempo para si mesmas; estão sempre preocupadas com a casa, com os filhos, com a própria mãe, com o trabalho, e hoje, muitas também estão preocupadas com a manutenção financeira da casa junto com o marido, ou muitas vezes, sozinha…

Então, como pensar em saúde, exercícios físicos, se cuidar, fazer uma hidratação nos cabelos, unhas e até mesmo uma massagem relaxante? Que culpa não é mesmo? “Como eu vou fazer uma massagem relaxante, e deixar meus filhos mais tempo sozinhos em casa, se trabalhei o dia inteiro?”.

Vida de mãe, atualmente, não é fácil mesmo… muitas exigências, e ainda ter que cuidar de si mesma… Afinal… a mídia tem imposto tantas “falsas belezas” e ainda queremos acompanhar… Até porque…somos mulheres!!! E a saúde? Como fica no meio disso tudo?

Bom, quando estava escrevendo este texto, me questionei: Como eram as mães da Bíblia?

A RESILIÊNCIA DE EVA
A primeira de todas as mães. Talvez iremos julgá-la por ter tomado uma decisão errada. Sim, somos humanas, e ela também foi…

Eva foi uma mãe que teve que lidar com a inveja e o ciúme entre seus filhos, e mesmo assim, ela passou por cima de uma situação. Afinal, Caim matou Abel e ela?

Apesar de toda decepção que certamente sofreu, Eva alegrou-se ao nascimento de Sete, “Deus me deu outro filho em lugar de Abel, portanto Caim o matou” (Gênesis 4:25), demonstrando assim obediência a Deus em gerar mais filhos.

Portanto, aprendemos com Eva: resiliência.

A FIDELIDADE DE SARA
Sara precisou ser fiel a Deus até o fim, pois tinha uma idade avançada, e teve que crer na palavra que Deus tinha liberado.

Por ser esposa de Abraão teve que estar comprometida com seu marido de que a promessa iria se cumprir. E não era uma promessa qualquer… ser MÃE DE MUITAS NAÇÕES!

“Pela fé também a mesma Sara recebeu a virtude de conceber, e deu à luz já fora da idade; porquanto teve por fiel aquele que lho tinha prometido” (Hebreus 11:11).

Assim, aprendemos com Sara: fidelidade.

A SABEDORIA DE REBECA

Rebeca teve que tomar uma decisão entre dois filhos, para isso teve que ouvir de Deus; afinal, mãe conhece os seus como ninguém…

“E disse-lhe sua mãe: Meu filho, sobre mim seja a tua maldição; somente obedece à minha voz, e vai, traze-mos” (Gênesis 27:13).

O que aprendemos com Rebeca é sabedoria.

JOQUEBEDE: UMA MULHER DE FÉ E OUSADIA
A mãe de Moisés sabia que se ela não fizesse alguma coisa, seu filho iria morrer… Então o que ela fez? Colocou seu filho num cesto e o mesmo foi encontrado pela filha de Faraó. E sabe quem amamentou Moisés? Sua própria mãe, Joquebede (Êxodo 2:1-10).

Boa coisa aprendemos com Joquebede: fé e ousadia.

ANA: UMA MULHER CONFIANTE
Ana era estéril e prometeu a Deus que se tivesse um filho, ela lhe entregaria. Deus foi fiel a confiança que Ana depositou Nele e Lhe deu Samuel, um grande profeta das Escrituras.

“E fez um voto, dizendo: Senhor dos Exércitos! Se benignamente atentares para a aflição da tua serva, e de mim te lembrares, e da tua serva não te esqueceres, mas à tua serva deres um filho homem, ao Senhor o darei todos os dias da sua vida, e sobre a sua cabeça não passará navalha” (1 Samuel 1:11).

Podemos aprender com Ana sobre confiança.

O FERVOR E A OBEDIÊNCIA DE ISABEL
Isabel era uma mulher que confiava em Deus. Sua obediência, apesar de sua idade avançada, é uma situação que me intriga e me motiva. Teve João Batista, que preparou o caminho de Jesus.

“Mas o anjo lhe disse: Zacarias, não temas, porque a tua oração foi ouvida, e Isabel, tua mulher, dará à luz um filho, e lhe porás o nome de João” (Lucas 1:13).

Isabel nos ensina fervor e obediência.

A ESCOLHA DE MARIA
Maria foi a mulher escolhida por Deus para ser mãe de Seu filho, Jesus. Ela escolheu servir e obedecer a Deus.

Vejo Maria como um misto de todas as grandes mães da Bíblia. Mulher forte, guerreira, corajosa, que passou por cima de tudo e de todos para obedecer a vontade de Deus e assim, cumprir Seu propósito de ser mãe do Messias.

“Disse então Maria: ‘Eis aqui a serva do Senhor; cumpra-se em mim segundo a tua palavra’. E o anjo ausentou-se dela” (Lucas 1:38).

Por que citei muitas mães da Bíblia?

Porque vejo nelas força para seguir em frente. Foram mulheres que viveram tempos difíceis e que, mesmo assim, cumpriram seu propósito de forma magistral!

Hoje, vivemos um tempo, em que muitas coisas são exigidas da mulher, em vários sentidos. E a mulher se sente culpada por não dar conta de tantos afazeres… Claro! NÃO SOMOS MULHERES-MARAVILHAS E SIM, MULHERES “MARAVILINDAS”!!!

Nós não podemos deixar de ser MULHERES LINDAS e PODEROSAS!!! Nossa parte feminina não pode ficar de lado! Temos que ter tempo para nós sim! Nossos filhos e maridos irão ficar muito orgulhosos! Mulher que se cuida, tem mais disposição, alegria e vontade de viver! Mulheres resilientes, fiéis, sábias, fervorosas, ousadas, confiantes, obedientes!!!

As mulheres da Bíblia já nos ensinaram como fazer… e você, mulher?? O que tem feito por você?

Denise Portugal é médica nas áreas de Endocrinologia, Medicina Ortomolecular e Medicina do Esporte. Também atua como palestrante em eventos e em empresas nacionais e internacionais. Em 2017, lançou o livro Start para o Bem-Estar.