Linguagem de Libras entre filho e pai

Leitora pede orientação sobre filho de pai surdo que deve aprender Libras

Como Lidar - 06/12/2018 08h00

“Meu marido é surdo e temos um filho de um ano. Quero muito que ele aprenda libras para se comunicar com o pai desde cedo, mas não sei como começar. O que posso fazer?”

Mônica Dias, São João de Meriti,RJ

 

Olá, leitora!

Esse é um assunto bem delicado, pois a aprendizagem da criança requer muito cuidado. Por exemplo, se a gente ensina português e inglês para ela ao mesmo tempo, ela pode acabar criando uma língua só dela, pois é uma mistura de informações muito grande na cabeça dela.

Nessa idade, as primeiras estruturas da linguagem e aprendizagem estão sendo formadas. O ideal, seria não introduzir muito cedo a linguagem de sinais, mas sim no tempo adequado. Ou seja, quando seu filho começar a falar, pronunciar com certa clareza as palavras, é o momento certo para ele aprender um tipo de comunicação nova.

Por onde começar? Pelo básico. Da mesma maneira que o português é ensinado desde o básico para uma criança, em libras segue a mesma linha de raciocínio. Oi, tudo bem, boa noite, bom dia, são tranquilos para uma criança que terá seu primeiro contato com a linguagem. Termos básicos e fundamentais em um diálogo.

Já a parte teórica, que seria a formação de frases, é muito complexo para uma criança aprender tão cedo. De repente, o melhor momento para essa introdução seja após o início de sua vida escolar, quando o próprio português estará mais formado na mente dela. Mas até chegar aí, os termos básicos de uma conversa são o suficiente para estabelecer a comunicação entre pai e filho.

Importante lembrar que em libras não temos apenas os sinais, comunicação vai muito além disso. Então, é muito provável que seu marido e seu filho, ao longo do tempo, vão estabelecer comunicações que não serão apenas por sinais. Podem estabelecer um vínculo onde conseguem se comunicar através de outras formas.

Quando seu filho começar a aprender libras, é preciso ficar alerta em como ele vai se adaptar a isso e como será o desenvolvimento dele, como toda essa informação irá afetar a vida dele, pra não atrapalhar seu processo de aprendizagem.

 

Eduarda Medrado é estudante de Psicologia e intérprete de Libras.

 

COMO LIDAR tem o propósito de servir como ferramenta de esclarecimento e apoio aos leitores apresentando perguntas e respostas, sobre variados temas.

Se você tem alguma questão ou dúvida que precise da explicação de um profissional, envie para redacao@plenonews.com.br

 


Clique para receber notícias
WhatsApp
Envie sugestões por WhatsApp
+55 (21) 97150-9158