Como saber se estou escolhendo o candidato certo?

Eleitor pede ajuda. Filósofo dá dicas valiosas para a escolha do voto certo

Como Lidar - 28/08/2018 11h33

“Ando cansado dos rumos da política em nosso país. Sinto que essa eleição pode ser decisiva em muitos aspectos. Mas como escolher corretamente um candidato? Como saber, por exemplo, se os políticos estão usando o site vakinha para conseguir o dinheiro das empresas por lá, já que foi proibido? Por que não proibir esse site para os políticos? E a declaração do imposto de renda deles terem casas com valores abaixo da tabela da região? Em outras palavras, como posso saber se estou escolhendo o meu candidato corretamente? Vocês têm alguma dica para me dar? Obrigado.

João Marcos de Andrade, Niterói, Rio de Janeiro”.

RESPOSTA:
Suas perguntas são bastante pertinentes. Vamos pensar juntos em algumas dessas questões. Se seu candidato tem algum histórico político ou algum cargo, é preciso procurar saber o que ele fez na gestão. Não é difícil descobrir. Se ele foi vereador, prefeito, nos próprios sites governamentais existem informações. Ou a pessoa pode buscar notícias de quando ele exerceu a função e ver o que falavam dele na época, se criticavam, se falavam bem, e assim avaliar como foi o período do mandato. Essa seria a primeira providência a se tomar.

Você aborda, e eu concordo, é preciso analisar a declaração de renda do candidato. Avalie bastante o que ele está declarando. Qualifique, por exemplo, por que uma pessoa avalia uma casa tão barata. Como o político pode ter um patamar elevado, o trabalho que tem e ainda assim ter uma declaração tão baixa do seu imóvel? Ou declara tão baixo o imóvel ou talvez a declaração total não condiz com o preço do imóvel que declarou. Perceba que a jogada da própria declaração é com o objetivo de querer se passar por coitado. E não quer dizer que eles vão ser melhores caso se passem por coitados, além disso, como confiar em quem burla os impostos com baixa declaração? Essas são coisas para se pensar.

Outra coisa que sempre afirmo é que as pessoas devem avaliar os candidatos não por serem ricos ou pobres, e sim pelos seus atos e pelos seus planos de governo plausíveis, com a realidade do país, não aceitando ideias absurdas que não poderão serem cumpridas. Se o candidato já mostra, para mim, uma falsidade dentro de sua realidade isso já é algo que desconfio.

Mais um ponto importante é que precisamos saber que o presidente da República não exerce todas as funções. Existem os ministros que precisam fazer o trabalho deles. Então não podemos julgar o candidato e afirmar que ele não entende disso ou daquilo. Se ele não entende, vai procurar alguém que entende de determinado assunto. O principal são as respostas que ele tem a dar e o que ele precisa para mudar o Brasil.

Quero deixar ainda aqui 10 dicas que acredito serem um bom caminho para ajudar o eleitor a escolher seu candidato:

  1. Não acreditar em nada que colocarem na mídia social. Averiguar nos sites de notícias (sites relevantes);
  2. Usar aplicativos e sites que ajudam o eleitor a investigar e avaliar cada candidato;
  3. Veja se o candidato, caso já tenha tido cargo político, em sua gestão se mudou alguma coisa, veja se em sua gestão teve corrupção ou se teve corrupção descoberta pós-gestão;
  4. Opte por um candidato que seja ficha limpa. Cuidado com os acusados, não só com os condenados. Dificilmente alguém é acusado à toa;
  5. Pesquise o histórico pessoal e político, de seu candidato;
  6. Não espere que seu candidato saiba de todos os setores, o governo é setorizado, há ministros para isso;
  7. Saiba e entenda suas propostas;
  8. Observe os gastos na campanha, os que mais gastam, mais temos que desconfiar;
  9. Não acredite em candidato que promete demais, promessas não dependem dele para serem cumpridas;
  10. Analise o candidato que entenda os principais problemas do país.

Lembrem-se, na pior crise de nossa história, está em nossas mãos resolver, nós somos responsáveis por tudo isso, nós elegemos.

Fabiano de Abreu é filósofo, poeta, escritor, assessor de imprensa, personal branding, empresário e jornalista.

COMO LIDAR tem o propósito de servir como ferramenta de esclarecimento e apoio aos leitores apresentando perguntas e respostas, sobre variados temas.

Se você tem alguma questão ou dúvida que precise da explicação de um profissional, envie para redacao@plenonews.com.br

 


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo