Como lidar com o aumento de roubos de celular?

Leitor pede dicas para o problema de roubos de celular e especialista responde

Como Lidar - 12/06/2018 11h16

“Há mais ou menos um ano tive meu celular roubado. E agora, há poucos dias, novamente. Procuro ter cuidado, mas não sei o que fazer, pois a violência está muito grande e não sei como lidar para evitar o roubo de celular, gostaria de dicas de segurança. É possível? Obrigado”.

Fábio de Souza Castro, Hortolândia, São Paulo

Resposta:
Aqui vão algumas dicas para evitar o roubo de celular:

  • Não atendar o celular na rua, pois isso deixa você distraído e, ao mesmo tempo, vulnerável;
  • Não use o celular na cintura e/ou em bolsos, pois permite que os assaltantes possam furtá-lo com facilidade;
  • Evite chamar atenção colocando seu aparelho no modo vibratório ou silencioso;
  • Nunca deixe seu celular à mostra;
  • Nunca caminhe com o aparelho nas mãos;
  • Se estiver andando na rua e precisar fazer uma ligação, procure um estabelecimento comercial ou um local mais seguro;
  • Apesar de ser proibido por lei, ainda é comum ver as pessoas falando ao volante. Neste momento, a pessoa, por estar distraída, é um alvo fácil para os meliantes, além de poder causar acidentes;
  • Não deixe seu celular sobre mesas, balcões e cadeiras de restaurantes ou lojas, pois os meliantes aproveitam qualquer descuido para furtá-los;
  • Evite atender ligações ou usar o celular enquanto está em táxis, principalmente parados no transito, hoje os assaltantes estão cada vez mais ousados e mesmo com vidros fechados, utilizam armas de fogo para abordar as pessoas;
  • Grandes centros comerciais, avenidas, parques, rodoviárias e aeroportos são locais de maior ocorrência de roubos e furtos de celulares;
  • Os assaltantes acompanham a vítima e, ao menor sinal de desatenção, agem. Fique sempre alerta!
  • Fique atento à movimentação de pessoas estranhas. Se sentir que alguém está seguindo você, procure permanecer em um local com bastante movimento ou procure um policial.

Além de tomar essas precauções, também é possível fazer um seguro, o que costuma ser viável para máquinas novas e de alto valor. Deve-se, porém, atentar para a cobertura do seguro, pois muitos contratos não cobrem furtos simples, somente roubos e furtos qualificados.

Rogério Rodrigues é especialista em segurança.

COMO LIDAR tem o propósito de servir como ferramenta de esclarecimento e apoio aos leitores apresentando perguntas e respostas, sobre variados temas.

Se você tem alguma questão ou dúvida que precise da explicação de um profissional, envie para redacao@plenonews.com.br