Como lidar com alguém desafinado musicalmente?

Leitora quer ajudar irmã desafinada, mas não sabe como. Preparadora vocal responde

Como Lidar - 31/05/2018 11h15

“Tenho uma irmã que adora cantar, mas ela é muito desafinada. Já participou de corais na igreja e também canta nos cultos dos jovens aqui em casa. Mas ela desafina o tempo todo. Apesar disso, ela não desiste. As pessoas têm pena dela. Mas como lidar com esta situação que chega a ser constrangedora?”.

Maria Lúcia Marques, cidade de São Paulo, São Paulo

Resposta:
Amada Maria Lúcia, a sua irmã não é desafinada, ela está “desafinada”. Ser é uma condição permanente, inata, fixa, imutável, uma definição – essa não é a verdade absoluta para sua irmã, é um estado, um momento – estar é uma condição provisória, temporária, que pode ser mudada.

Todos nós temos uma percepção auditiva – uns mais e outros menos. E essa percepção é o gatilho para ser afinado por natureza ou passar a ser por meio de uma educação perceptiva musical.

A sua irmã é uma adoradora que ama cantar e isso é um ótimo sinal, porém, ela precisa exercitar a percepção auditiva sob orientação de um educador de percepção e voz. Enquanto esse educador não chega, ela deverá ouvir músicas bem melódicas, com os olhos fechados para melhor concentração. E, depois, aos poucos, imitar bem suavemente a melodia ouvida.

Outro fator para a pessoa estar “desafinada” é o estado psicológico. Se a pessoa sofreu rejeição durante sua infância ela poderá se tornar insegura. E a insegurança é um fator para a pessoa não perceber que canta desafinado. Logo, a autoaceitação e a ajuda constante daqueles que a amam, com elogios de acolhimento, poderá mudar o quadro perceptivo auditivo dela.

Dou uma dica pra você: elogie sua irmã pelo fato dela ser participativa e a aconselhe, com amor, para ela cantar um pouco mais suave, para que cada pessoa do grupo possa ouvir a voz um do outro enquanto ouve a sua própria.

Eu também já estive na mesma condição de sua irmã. Ninguém queria cantar ao meu lado e hoje a minha condição mudou. Eu estava na condição de desafinada, hoje não estou mais. Oh, glórias!!!

Nadyege Macário é pastora, maestrina, educadora musical e preparadora vocal.

COMO LIDAR tem o propósito de servir como ferramenta de esclarecimento e apoio aos leitores apresentando perguntas e respostas, sobre variados temas.

Se você tem alguma questão ou dúvida que precise da explicação de um profissional, envie para redacao@plenonews.com.br