Como lidar com a emigração?

Especialista dá 9 dias para quem deseja deixar o Brasil em busca de oportunidades

Como Lidar - 21/06/2018 14h31

“Eu e meu marido temos 35 anos e não estamos satisfeitos com o Brasil. Queremos segurança, qualidade de vida, um futuro melhor para a nossa filha e acreditamos que vamos encontrar essa oportunidade em outro país. Queremos tentar a vida lá fora, mas não sabemos por onde começar. Como lidar?”.

Rachel Nunes, cidade do Rio de Janeiro.

 

Resposta:
De acordo com dados da Receita Federal, só no último ano, mais de 21 mil brasileiros foram morar no exterior. Quase o triplo dos 8 mil que emigraram em 2011.

Esse movimento também foi observado entre os estudantes. Segundo dados da Direção-Geral de Estatísticas da Educação e Ciência, órgão do governo português, o número de brasileiros em cursos de graduação em Portugal cresceu 31% nos últimos três anos.

Tenho algumas dicas de ouro para quem está pensando em morar fora ou fazer intercâmbio. Dessa forma é possível se dar bem e evitar imprevistos.

1. Tenha autocrítica
Na hora de pensar nos prós e contras de ir para outro país, é importante priorizar a razão em vez da emoção. É preciso ter cuidado com as expectativas profissionais, por exemplo. Faça uma reflexão e entenda que, para se sobressair lá fora, o ideal é que você já seja percebido pelo mercado brasileiro como um destaque.

2. Conheça antes a rotina da cidade
Antes de emigrar, invista um tempo e fique no lugar para o qual pretende se mudar por pelo menos um mês. Estude, vá ao supermercado, crie uma rede de relacionamento com pessoas de sua área de atuação, conheça a vizinhança, veja o comércio, conheça a prefeitura e outros pontos-chave. Converse com empresários e moradores para identificar oportunidades de negócios. Viva como os moradores.

3. Faça a equivalência do seu diploma
Essa é uma medida essencial para quem vai emigrar. Por ser um processo burocrático, é importante dar entrada no processo o quanto antes. Isso evita imprevistos.

4. Cálculo reverso
É importante calcular o custo de vida da cidade onde vai morar, o quanto levar para se sustentar até se colocar no mercado. Isso varia muito de cada lugar, por isso, a importância de passar ao menos um mês por lá. É importante não se esquecer de pôr entre os gastos, além das contas fixas, os costumes e as necessidades de cada família, como shows, hábitos pessoais e restaurantes. Na Alemanha, um casal, pagando aluguel, não gasta menos do que 2.500 euros por mês.

5. Imóvel próprio
Não venda o imóvel que você tem no Brasil antes de ter segurança absoluta de que já está com uma vida estável lá fora. Alugue para ter uma renda fixa.

6. Empreendedorismo
Se vai empreender, é preciso conhecer toda a legislação previamente, checar se há incentivos para sua área de empreendedorismo. Em Portugal, o imposto para PME é de 23%, já no Brasil fica em torno de 15%. Então, para iniciar um negócio, é melhor investir no Brasil do que em Portugal.

7. Imposto de renda
Em alguns países pode passar bastante de 40%, inclusive Portugal, dependendo da sua renda. Fique atento a isso.

8. Segurança pública
Se o motivo da emigração é fugir da violência local, qualquer destino na Europa, na América do Norte ou na Oceania vale a pena.

9. Quer ganhar muito dinheiro?
Então não é aconselhável ir para Europa e nem para o Canadá. No Canadá, há bastante oferta de emprego, mas o imposto é de quase 50%. Na Europa, todos ganham mais ou menos a mesma coisa. Executivos que querem ir para lá, achando que vão ocupar uma posição semelhante à que tinham aqui, podem mudar de ideia. Para ter a mesma qualidade de vida que tinham no Brasil, são necessários alguns anos. Por outro lado, os EUA continuam sendo atrativos para quem quer viver o sonho americano, montar um negócio e ficar rico. Não é fácil, mas se conseguir unir profissionalismo de excelência, ideias inovadoras e execução primorosa, qualquer lugar do mundo funcionará bem.

Alexandre Chiacchio é diretor da agência de intercâmbio Education & Management Alliance.

COMO LIDAR tem o propósito de servir como ferramenta de esclarecimento e apoio aos leitores apresentando perguntas e respostas, sobre variados temas.

Se você tem alguma questão ou dúvida que precise da explicação de um profissional, envie para redacao@plenonews.com.br