Como lidar com a carência?

Leitora admite sofrer com carência e solidão e pede ajuda. Escritora cristã aconselha

Como Lidar - 10/05/2018 10h14

“Sou muito carente. Detesto admitir, mas acho que sempre fui. Desde criança. A solidão sempre me rondou, me apavorou. Sou a mais nova de cinco filhos e acho que meus pais nunca me deram atenção, por terem muitos filhos pra criar. Não sei. Aos 17, engravidei do meu primeiro namorado e fomos morar juntos. Cinco anos depois, ele me largou. Mais à frente, conheci outro rapaz e me casei. Tivemos um filho. O casamento também não durou muito. Dizem que os filhos preenchem a vida de uma mulher, mas não sinto assim. Amo meus dois filhos, faço tudo por eles, mas estou sempre me envolvendo com os caras mais errados possíveis. Estou cansada. Quebrada. Machucada. Mas ainda carente, querendo encontrar a minha ‘metade da laranja’, porém não quero mais sofrer. Não quero mais dar cabeçadas. O que faço? Como fecho esse ‘buraco’ dentro de mim? Com lido com a minha carência?”.

Jane Andrade, Teresina, Piauí

Resposta:
A carência é uma das grandes causadoras das escolhas erradas que fazemos na vida. Sobre esse assunto, foi lançado o livro Lidando com suas Carências, de Eurípedes Mendes, o qual escrevo um pequeno resumo aqui para incentivar você a ler e ter sua mente renovada sobre este assunto.

A carência é um dos maiores poderes negativos da terra. Por causa dela tomamos as piores decisões e cometemos todo tipo de loucura. A carência não é uma necessidade, mas sim uma enfermidade da alma que não deve ser suprida, mas sim curada na sua vida. O que você faria se descobrisse que está com câncer? Saiba que a carência é o seu câncer. Não fique esperando que as pessoas supram suas carências, mas busque imediatamente a cura para esse câncer da alma.

É por meio da carência que as pessoas casam errado, fazem compromissos equivocados e caem nas armadilhas da imoralidade.

Todo o controle da nossa vida vem do Senhor, contudo as carências são o pior ambiente para ter o controle do Espírito Santo, enquanto não a abandonarmos e nos submetermos ao tratamento, continuaremos em um ciclo de reprovação. Toda carência nos conduz a atitudes extremas e consequência dolorosas. O carente não é orientado por sua consciência e sim por suas necessidades. Se as pessoas camuflam e escodem e fingem que o problema não existe, sua vida vai sendo consumida pela carência.

Em Filipenses 3:18-19 diz que o homem faz das suas carências e necessidades o seu próprio deus. “Porque muitos há, dos quais muitas vezes vos disse e agora também digo, chorando, que são inimigos da cruz de Cristo, cujo fim é perdição, cujo deus é o o ventre e cuja glória é para confusão deles, que só pensam em coisas terrenas”.

Existe um livro na Bíblia que fala que a humanidade está escrava da sua própria vaidade: Eclesiastes. Já leu? Em Eclesiastes o autor diz que tudo é vaidade nessa vida, enquanto corremos atrás das nossa necessidade, somos vaidosos.

O pecado gera a morte, mas a carência é o trampolim do pecado, pois é resultado de medos, abandonos e tudo de ruim que já se sofreu na vida.

Quem é dominado pela carência não consegue mais distinguir amor de atração, amor de insegurança e amor de fantasia. Confunde tudo…Se apaixona facilmente, não sabe guardar o coração.

Para ser curado é necessário ter disposição e atitude de mudança. Deus não quer ocupar um vazio do seu coração, Ele quer transformar o seu coração. Não podemos ser escravos da mágoa e nem viver amarrados ao mal que nos fizeram.

A carência tem o hábito de nos aproximar de coisas que trazem dívidas futuras. Coisas que viram passados insignificantes, mas que hoje não conseguimos enxergar por estarmos mal resolvidos.

Se a carência tem devastado a sua vida e os seus relacionamentos, o primeiro passo é reconhecê-la em sua vida e o segundo, buscar cura urgentemente aos pés da cruz. Clame a Jesus, chore aos seus pés, peça cura! Enfrente o problema, não fuja! Não se esconda com argumentos do tipo: “eu não consigo…”

Decida hoje ser livre da carência!

Simone Messina Gomez é autora do livro O Valor de Estar Solteiro. Como escritora cristã ministra em seminários sobre a Vida de solteiro, o Romance Real e a Santidade. É membro da Igreja Batista Nacional de Santa Maria, RS.

COMO LIDAR tem o propósito de servir como ferramenta de esclarecimento e apoio aos leitores apresentando perguntas e respostas, sobre variados temas.

Se você tem alguma questão ou dúvida que precise da explicação de um profissional, envie para redacao@plenonews.com.br