Alguém precisa ser socorrido! Como lidar?

Manter-se sob controle é primordial para salvar uma vida

Como Lidar - 18/04/2019 10h05


“Trabalho como vendedor de rua no centro da cidade e muitas vezes presenciei acidentes de vários tipos. Algumas vezes eu poderia ter ajudado mais se soubesse como agir para socorrer essas vítimas. Quais seriam as dicas básicas para prestar os primeiros socorros?”

Julio Salgado, Duque de Caxias, RJ

RESPOSTA

Os primeiros socorros são as primeiras ações dadas a uma vítima de acidente ou doença súbita antes da chegada de uma equipe preparada. Essas ações têm como principal objetivo a coleta de informações sobre o quadro da vítima, preservação da vida e evitar danos maiores. Qualquer pessoa que leia sobre o assunto ou tenha sido treinada, diante de um acidente, poderá prestar os primeiros socorros, conduzindo-se com serenidade, compreensão e confiança, mantendo a calma e o próprio controle, evitando o agravamento do problema.

A partir daí, iniciam-se os procedimentos básicos: Verificar se o local é seguro (muitas vezes, na ansiedade de ajudar, a pessoa coloca-se em situação de risco), avaliar a vítima (se a vítima tiver condições de responder, perguntar o que aconteceu), acionar a equipe de resgate, verificar a condição do acidentado (batimentos cardíacos, respiração, sangramento, fraturas, entre outros sinais e sintomas) e dar início ao atendimento emergencial com as técnicas de primeiros socorros recomendadas para o caso. Nunca esqueça de se proteger, evitando contato com sangue ou fluídos.

As técnicas variam de acordo com cada ocorrência:

  • Em caso de choque elétrico, não se deve tocar nas vítimas até que a descarga elétrica tenha sido interrompida;
  • Em sangramentos, o cuidado principal é pará-lo com ajuda de gaze e manter a vítima aquecida;
  • Nos casos de queimaduras, realizar a imersão do local em água gelada. Nunca use gelo direto no local, e nas queimaduras mais profundas, cobrir com um pano molhado e limpo, e jamais tentar retirar roupas carbonizadas em cima do local afetado;
  • Em situações de convulsões, retirar do local os objetos para que a pessoa não se machuque, virá-la para facilitar a respiração e tentar tranquilizá-la;
  • Vítimas com suspeita de derrame devem ser encaminhadas imediatamente para atendimento especializado.

“Se não tem certeza do que está fazendo, não mexa. Para atender uma vítima de acidente ou mal súbito é preciso ter consciência dos seus atos. Mantenha a pessoa aquecida enquanto espera por ajuda médica e também não a alimente ou hidrate se estiver inconsciente, pois isso pode causar engasgamento e uma possível asfixia. Não deixe a pessoa sozinha, a menos que seja absolutamente necessário deixar o local em busca de ajuda.

Rodrigo Chechetto é gerente de enfermagem do Hospital Albert Sabin.

COMO LIDAR tem o propósito de servir como ferramenta de esclarecimento e apoio aos leitores apresentando perguntas e respostas, sobre variados temas.

Se você tem alguma questão ou dúvida que precise da explicação de um profissional, envie para redacao@plenonews.com.br


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo