Leia também:
X Dormir diminui o envelhecimento e melhora a saúde! Conheça a melatonina!

Começando uma década de forma inusitada!

E quem poderia imaginar o que nos aguardava?

Bia Sartori - 15/01/2021 12h00

Lembro bem de quanto minha imaginação fluiu feliz nas expectativas de 2020! Desde criança, quando pensávamos em “datas bonitas”, 2020 vinha recheado de ideias de ficção científica. E quem poderia imaginar o que nos aguardava?

Começamos uma década com a bagagem cheia de sofrimento, mas com aquela esperança inocente que todo ano novo carrega consigo. Nunca podíamos imaginar que, no auge de darmos as primeiras remadas, logo nossa embarcação iria parar!

Trocamos quilômetros de viagens, por tempo de sofá, poltrona ou cadeira de trabalho, dentro de nossa casa. Enquanto o mercado do turismo entrou em colapso, o mercado de mobiliário, logística e transporte aqueceu. Foi um tal de comprar mobiliário – pela necessidade da renovação, pelo descuido deixado ao acaso ou pela necessidade de acomodar pessoas em atividades que não aconteciam ali antes.

E aquelas metas pessoais? Foi necessário revisão, reajuste e descarte. Planejamento virou sonho. Tudo suspenso por tempo indeterminado! Mas tivemos a chance de, na pausa externa e física, movimentarmos nossos ritmos internos, buscando uma produtividade até então não priorizada, construindo nosso mundo interior de forma intencional.

Infelizmente, nem todo mundo aproveitou esse tempo. Muita gente ainda não se conforma com o novo ritmo, reclama, não se ajusta, não se modifica. Ainda tem gente aguardando a volta dos velhos tempos com um saudosismo descabido, encharcado de melancolia e sem um pingo de realidade.

Vi tanta gente sofrer, mas dar saltos enormes dentro de si. E também, com tristeza e muita dor em mim, vi pessoas se perderem em meio às confusões da alma e da vida concreta. Desejo, profundamente, que elas encontrem forças para lutar suas batalhas e muita luz ilumine seus passos incertos, levando-as a buscar isso na fonte Verdadeira e Eterna!

As palavras chaves de 2020 foram resiliência e esperança! A capacidade de aguentar uma grande carga de estresse e de voltar ao estado original, de equilíbrio, foi exigida dia a dia. Alguns aceitaram o treino; outros fugiram. Todas as pessoas que enfrentaram bravamente o treino da resiliência, plantaram sementes de esperança que fortaleceram ainda mais seus músculos da alma!

Concluímos tarefas diárias como doidos, entre muito álcool gel, muita mão lavada! Semanalmente precisávamos mudar nossa rotina, ajustando alguma recomendação aqui e ali. Os meses foram se passando, e o acúmulo de tarefas externas e internas deixou muita gente cansada; afinal, não somos máquinas feitas para trabalhar a mente e o corpo sem descanso!

Ativistas do meio ambiente dizem que o saldo foi positivo para o planeta. O céu está mais azul, pela diminuição das emissões de carbono, e as águas estão mais limpas. Que a gente prospere como a natureza, dando prioridade ao que é de real importância! Que a colaboração seja hábito! Que nossas conquistas sejam fruto de uma produtividade saudável!

Bem-vindo 2021!

 

Bia Sartori é designer de interiores formada pelo SENAC e pós-graduada pelo IPOG; personal organizer formada pela OZ!, pedagoga com especialização em Orientação Educacional pela PUCC.

* Este texto reflete a opinião do autor e não, necessariamente, a do Pleno.News.

Leia também1 WhatsApp: Mudanças fazem app sair do 1° lugar; Telegram lidera
2 Governo federal quer processo seletivo para cargos de liderança
3 Justiça suspende realização das provas do Enem no Amazonas
4 OMS: Cenário da pandemia deve piorar antes de melhorar

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.