Opinião André Mello: #MLK50 #Lavajato #Síria #Israel #Desarmamento #Política

Ninguém consegue ser isento na Internet. Sabe por quê?

André Mello - 16/04/2018 11h06

Os CINCO TEMAS identificados com # (hashtags), no título, interconectam assuntos e pessoas na Rede Mundial de Informação e Comunicação (www) nos primeiros 15 dias de abril. Aliás, as “hashtags”, ou palavras-chave (relevantes) são termos associados a uma informação, tópico ou discussão que se deseja indexar de forma explícita. Toda indexação, ou agrupamento de assuntos, é política.

A Rede e sua “ubiquidade” (presença global e constante) alcança todas as áreas da atividade humana e a integração, ou interação dos usuários e sistemas só tende a crescer. Neste mundo, cada vez mais conectado, telefones e computadores, sistemas de telecomunicação, conglomerados de mídia e instituições de ensino nos desafiam. Não há mais fronteiras de conteúdo/forma/dispositivo/público.

A Palavra “Política” tão em baixa nas conversas de botequim é a melhor expressão para entender as conexões entre tecnologia, formas de vida e discursos. A vida da Pólis, da Urbe, das megacidades de nosso tempo é uma vida política. Este é o objetivo desta coluna. Ligar os pontos. Pois as coisas e as pessoas se conectam politicamente. Não existe política “isenta”, neutra, ou “hashtags” puramente técnicas. A escolha dos temas, os algoritmos de leitura, as pesquisas que fazemos… Tudo é politicamente orientado. E até mesmo uma postura de isenção é “política”.

Aqui, nossa proposta será de trazermos, diariamente, uma reflexão sobre a “política” (como “vocação”, no sentido teológico, ou filosófico, do termo). Publicaremos no mínimo três temas para pensar (de segunda a sexta). E, sempre que possível, respondemos, sem rodeios quem ganha e quem perde na luta política…

André Mello é jornalista, tradutor, teólogo e cientista da religião.