Tudo melhora com o tempo…

A forma como organizamos as tarefas é que determina a recompensa de cada um ao final de cada período, e da vida

Anderson de Alcantara - 02/04/2019 11h01


Olá, caro leitor do Pleno.News! Como vai? Tudo bem?

Diga para mim: você já recebeu algum comentário em uma foto antiga sua, na qual alguém disse: “Nossa, fulano(a) você está bem melhor agora do que 10, 20 anos atrás!” ?

Geralmente este é um tipo de elogio que vem com uma piada embutida. Afinal, na foto antiga, muitas das vezes estamos usando roupas bregas ou penteados esquisitos…(risos) Mas a grande verdade é que quando ouvimos isso, a pessoa amiga nos faz um elogio sincero em função de que, mesmo com o passar do tempo, nós temos cuidado bem da nossa saúde e da nossa aparência. Então, estar melhor hoje do que há 10 ou 20 anos, é realmente um belo elogio. Parabéns!

Em matéria de dinheiro, é a mesma coisa: investir parte do que se ganha mensalmente, fielmente, é, sem dúvida, algo que todas as pessoas deveriam se planejar para fazer ao longo da vida – como já vimos falando aqui desde a nossa primeira coluna. E, embora os objetivos de cada pessoa/família sejam diferentes, é preciso ter sempre em mente que qualquer investimento será mais lucrativo quanto maior for o prazo. E isso tem a ver com o TEMPO, que (como o nosso querido(a) leitor já sabe) é um dos nossos amigos Multiplicadores de Riqueza (clique aqui para ler a matéria).

O tempo é o mais democrático dos recursos que dispomos em nossas vidas. Deus nos dá – a todos – as mesmas 24 horas por dia e 365 oportunidades no ano de realizarmos coisas grandiosas, nos divertirmos, passar um tempo com as pessoas amadas e descansar. A forma como nós organizamos essas tarefas é que determina a recompensa de cada um ao final de cada período, e da vida.

Quando o tempo é aplicado em conjunto com juros compostos eles têm um potencial enorme de fazer qualquer esforço – ainda que pequeno, porém persistente – se multiplicar ao longo do tempo. Logo, quanto mais cedo você começar, melhores serão os frutos que você irá colher.

Por outro lado, ouvimos com muito mais frequência pessoas ao nosso redor dizendo: “Mas no fim das contas eu paguei três carros quando financiei o meu”, ou “Quitei meu apartamento! Mas levou 15 anos, e se eu somar tudo o que paguei daria para comprar dois imóveis agora”. Essas frases estão relacionadas com o poder dos juros compostos. Eu já expliquei como eles funcionam (clique aqui para ler a matéria). Diante do seu grande potencial de formar fortunas ou levar à falência, devemos usar os juros e o tempo a nosso favor, para formar patrimônio e trazer tranquilidade para nós e nossas famílias, e não para os bancos, financeiras e montadoras.

Em relação aos investimentos, há uma relação direta entre os fatores que se multiplicam:

  • o valor aplicado inicialmente;
  • o valor que será aplicado mensalmente;
  • a taxa de juros da aplicação;
  • e o período de tempo que o dinheiro ficará investido.

E, como mágica (mas é apenas matemática) o valor futuro aumentará à medida que qualquer um dos fatores é aumentado, conforme podemos ver no gráfico abaixo: mexendo apenas na taxa de juros, o tempo que o dinheiro permanece aplicado é o que faz o gráfico cada vez mais tender para um crescimento exponencial:

Portanto, de nada adianta buscar alternativas de rendimentos muito acima da média, expondo seu patrimônio a um grau de risco elevado, se o seu horizonte de investimento será curto. Sem o tempo adequado, o crescimento não acontece. Na natureza é assim, o fundamento é o mesmo.

E, conforme eu havia comentado aqui na semana passada, tenha muito cuidado com propostas de enriquecimento rápido (clique aqui para ler a matéria), tanto na forma de negócios como de investimentos. Quem tem pressa de enriquecer geralmente se dá mal, como já dizia o sábio Rei Salomão há cerca de 3.000 anos:

“O que quer enriquecer depressa é homem de olho maligno, porém não sabe que a pobreza há de vir sobre ele.” – Provérbios 28:22

A calma é um elemento criador. Purifica, recolhe, põe em ordem as forças internas. Já a pressa, desorganiza as coisas, confunde as percepções e leva a decisões precipitadas que – quase sempre – geram arrependimento.

E é por isso que eu estou aqui, toda semana, de forma gradativa e consistente, trazendo para você visão e conhecimento que, se forem aplicados com persistência e disciplina ao longo do tempo, trarão para você e sua família os resultados esperados, acima da média, permitindo-lhes realizar seus sonhos e atingir seus objetivos. Essa é a verdadeira prosperidade!

Por hoje fico aqui, lembrando que, caso você tenha alguma questão ou dúvida relacionada a Finanças Pessoais, envie-a para redacao@plenonews.com.br e eu terei o maior prazer em responder e tentar lhe ajudar.

Forte abraço, até semana que vem, sucesso, e fique em Paz!

Anderson de Alcantara é profissional do mercado financeiro há 30 anos, atua como consultor financeiro na 3468 Finance e é professor titular do Ministério Videira – Educação Financeira à luz da Bíblia.

Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo