Princípios Bíblicos para se obter a verdadeira prosperidade: Trabalho

"Todo trabalho árduo traz proveito, mas o só falar leva à pobreza" Provérbios 14:23

Anderson de Alcantara - 17/09/2019 12h05

trabalho em equipe

Dando continuidade à série de artigos sobre os Princípios Bíblicos para se obter a verdadeira prosperidade (clique aqui se você perdeu a introdução, e aqui para ler sobre MORDOMIA), hoje falaremos sobre o princípio do TRABALHO.

O trabalho foi instituído por Deus
Quando Deus criou Adão e Eva, mandou que eles tomassem conta da terra e dos animais (Gênesis 1:28). Esse trabalho era bom e agradável mas, quando pecaram, a terra ficou amaldiçoada e o trabalho tornou-se duro (Gênesis 3:17-19). Portanto, é incorreto afirmar que o trabalho é uma forma de castigo por conta da tentação e queda do homem. Quem assim afirma, demonstra ter pouco conhecimento das Escrituras.

Trabalhar é um dever
A Bíblia nos ensina que devemos trabalhar para nos sustentar e ajudar os outros (Efésios 4:28; 1 Timóteo 5:8). Não devemos dar lugar à preguiça, porque esta leva à pobreza e à ruína (Provérbios 6:9-11).

Biblicamente falando, quem não trabalha não tem direito sequer a comer (2 Tessalonicenses 3:10)! Todos devem fazer a sua parte para não sobrecarregar uns a favor dos outros. Claro que há exceções para algumas pessoas, como crianças, idosos e quem está doente; mas a regra geral é que todos temos que ser úteis para a sociedade.

O trabalho deve ser honesto
A Bíblia não aprova o trabalho desonesto ou que prejudica pessoas de alguma maneira. (Levítico 19:11-13; Romanos 13:10; Provérbios 9:17-18 ) O bom trabalho é aquele que beneficia outras pessoas e ajuda o trabalhador a ter a consciência tranquila:

“Mantenham uma boa consciência, de modo que, sempre que falarem contra vocês, aqueles que falam contra vocês fiquem envergonhados por causa da sua boa conduta como seguidores de Cristo” (1 Pedro 3:16)

“Esforcem-se para ter uma vida tranquila, cuidar dos seus próprios negócios e trabalhar com as próprias mãos, como nós os instruímos; a fim de que andem decentemente aos olhos dos que são de fora e não dependam de ninguém” (1 Tessalonicenses 4:11-12)

O trabalho dignifica, mas não realiza
A Bíblia também ensina que a função principal do trabalho não é dar um senso de realização à pessoa. Isso só é obtido através da plenitude de uma vida cheia pelo Espírito Santo:

“Não deixe de falar as palavras deste Livro da Lei e de meditar nelas de dia e de noite, para que você cumpra fielmente tudo o que nele está escrito. Só então os seus caminhos prosperarão e você será bem-sucedido” (Josué 1:8)

A função do trabalho é prover o sustento para você e sua família. Ele nunca deve ser a sua prioridade. É claro que não é errado gostar de seu trabalho – pelo contrário – mas encare-o apenas como um meio para alcançar objetivos mais importantes.

Trabalhar demais, não!
A Bíblia nos ensina a encarar o trabalho de forma equilibrada. Ela condena a preguiça e incentiva a pessoa a ser trabalhadora. (Provérbios 6:6-11; 13:4) Mas ela não aprova o trabalho em excesso, do tipo que nos estressa e nos faz passar pouco tempo com nossa família. Em vez disso, ela nos incentiva a relaxar e descansar de tempos em tempos :

“Melhor é um punhado de descanso do que um punhado duplo de trabalho árduo e um esforço para alcançar o vento” (Eclesiastes 4:6 )

Portanto, não devemos ficar tão envolvidos com o trabalho a ponto de negligenciar nossa família ou nossa saúde. Não há louvor algum em se matar de trabalhar!

Conclusão
Seja uma pessoa trabalhadora; se esforce, capacite, desenvolva, e tenha interesse de verdade por seu serviço. Mesmo que seu trabalho pareça muito humilde e não seja o tipo de serviço que você gostaria de fazer, aprenda a fazê-lo bem, pois tudo o que você faz na vida é para o Senhor:

“Tudo o que fizerem, façam de todo o coração, como para o Senhor, e não para os homens” (Colossenses 3:23)

Dar o seu melhor no trabalho produz um senso de realização e até pode aumentar sua satisfação com o serviço. Ao mesmo tempo, seja equilibrado: tire um tempo para relaxar e descansar de vez em quando. Esse tempo é ainda mais agradável depois de ter feito um bom trabalho. Além disso, ganhar o nosso próprio sustento contribui para ter uma boa autoestima e conquistar o respeito de outros — incluindo nossa família.

“A essas pessoas ordenamos e exortamos no Senhor Jesus Cristo que trabalhem tranquilamente e comam o alimento que elas mesmas ganham” (2 Tessalonicenses 3:12)

Por hoje fico aqui, lembrando que, caso você tenha alguma questão ou dúvida relacionada a Finanças Pessoais, envie-a para redacao@plenonews.com.br e eu terei o maior prazer em responder e tentar lhe ajudar.

Forte abraço, sucesso, fiquem na Paz, e até semana que vem se Deus quiser!

Anderson de Alcantara é profissional do mercado financeiro há 30 anos, atua como consultor financeiro na 3468 Finance e é professor titular do Ministério Videira – Educação Financeira à luz da Bíblia.

Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo