Como ter um tempo de qualidade com a família sem gastar muito?

A chegada das férias de julho traz o questionamento a muitas pessoas

Anderson de Alcantara - 02/07/2019 10h29

O mês de julho chegou e, com ele, as férias escolares de meio de ano. Quem tem filhos na escola já está apavorado há pelo menos uns 15 dias. Afinal, para a grande maioria, é difícil conciliar as férias de trabalho (limitadas a 30 dias por ano) com as escolares (em torno de 120 dias por ano).

Isso sem falar na questão financeira: como lidar com gastos extras se não foi feita uma reserva adequada para este fim? Ir na agência de turismo e parcelar as férias novamente? Sério? Enquanto você ainda está pagando as parcelas das férias de janeiro??? Nem pensar!

Uma vez que, em tempo de férias, não é muito sábio ficar trancado com os ‘anjinhos’ entre quatro paredes alegando o tempo todo que está sem dinheiro, seguem então algumas dicas de como se divertir com as crianças gastando pouco durante este mês:

1. Colocar a agenda da família em dia
Visitar parentes distantes ou que se vê pouco durante o ano pode ser uma excelente opção. Eles ficam felizes em rever os pequerruchos, primos brincam animadamente durante tardes a fio, e o gasto que seria feito com hospedagem pode ser economizado, e o de refeições fora será convertido em compras para abastecer a casa da vovó ou da titia visitada (na verdade, eu esperava nem ter que precisar lhe escrever isso, né?).

2. Esporte. Muito esporte!
Use o grupo de pais do WhatsApp (sim, eu sei que você faz parte de um!) e confira quais são as preferências esportivas da criançada e levem-nas para um espaço ao ar livre. Pode ser no play do prédio ou numa pracinha, clube, parque, etc próximo a todos. Levem alguns materiais esportivos e lanche para um piquenique. Tudo junto e misturado. Sai barato e é bem divertido!

3. Dê uma olhada na agenda cultural
É muito provável que em sua cidade haja alguma programação gratuita para as férias. É só pesquisar na internet e levar as crianças para eventos que não cobrem entrada promovidos por shoppings, museus, empresas e prefeituras.

4. Cinema em casa
Está caro fazer todo o roteiro de lançamentos nos cinemas? Tenho certeza que sim. Uma boa opção é alugar filmes na TV a cabo ou escolher opções na Netflix. Façam uma escala de ‘um dia na casa de cada um’, e quando for a sua vez de ser o anfitrião não exagere nem tente se exibir: prepare bastante pipoca com um refresco e reúna a turminha para ver um filme no conforto do sofá!

5. Supermercado é melhor que restaurante
Me diga a verdade: durante os meses normais, quantas vezes por ano sua família consegue se reunir para fazer as três refeições do dia juntos? Aproveite essa rara oportunidade de reaproximar a convivência e o diálogo para fazer as refeições dentro de casa, evitando ao máximo sair para comer fora. Sai mais barato e aumenta o tempo de qualidade juntos. As crianças podem ser estimuladas a participar da preparação dos pratos e até, dependendo da idade, assumir a responsabilidade de servir parte da refeição. Olhe que legal! Até o papai pode ser incentivado a lavar a louça !!! 😁

6. Negocie sempre
Logicamente, haverá saídas. Quando isso acontecer, reúna um grupo e negocie descontos em restaurantes, cinemas, museus, teatros, etc. Usem o poder da quantidade e da união do grupo a seu favor. Eu não conheço nenhum gerente que se recusaria – em sã consciência – a dar um desconto para atrair um grupo grande para consumir dentro do seu estabelecimento. Quando encontrar um assim, dê as costas para ele.

“Grande erro. Grandessíssimo erro!”

(Vivian, personagem de Julia Roberts em Uma linda mulher, EUA, 1990)

7. Planeje as próximas férias
Agosto chegando, e a vida ao normal voltando, nada de esperar pagar a 12ª parcela das férias de janeiro passado para só então pensar nas férias de janeiro que vem. Até quando você vai ficar andando para trás? Se você começar a planejar as próximas férias desde já, pode ir destinando uma parcela de dinheiro do orçamento mensal da casa para este fim. Com antecedência, também, se obtém a vantagem de conseguir comprar passagens mais baratas. E também haverá tempo para pesquisar bastante dicas sobre o destino desejado, em blogs e sites especializados, para não gastar muito e não perder nenhuma atração legal do próximo destino das férias em família.

Por hoje fico aqui, lembrando que, caso você tenha alguma questão ou dúvida relacionada a Finanças Pessoais, envie-a para redacao@plenonews.com.br e eu terei o maior prazer em responder e tentar lhe ajudar.

Forte abraço, até semana que vem (sim, a coluna não vai tirar férias), sucesso, e fiquem em Paz!

Anderson de Alcantara é profissional do mercado financeiro há 30 anos, atua como consultor financeiro na 3468 Finance e é professor titular do Ministério Videira – Educação Financeira à luz da Bíblia.

Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo