Como realizar o sonho da casa própria – parte I

Decisões precipitadas, tomadas com pressa e na vontade imediata de realizar um desejo, normalmente são as piores que tomamos

Anderson de Alcantara - 30/04/2019 11h19


Olá, caro leitor do Pleno.News! Como vai? Tudo bem?

Como eu havia prometido na semana passada (clique aqui para ler o artigo), hoje vou começar uma série de estudos sobre as melhores alternativas para se realizar o sonho da casa própria, para quem está buscando ter seu próprio imóvel, ou melhorar/ampliar seu lar.

Basicamente a diferença entre o sucesso e o fracasso na operação de compra de um imóvel está no planejamento.

Decisões precipitadas, tomadas com pressa e na vontade imediata de realizar um desejo, normalmente são as piores que tomamos. Comprar um imóvel não é como fazer compras no supermercado, ou comprar um livro para estudar, nem tampouco como comprar um carro para se usar. É uma escolha que tem impactos profundos – sociais e financeiros – e, por isso, deve ser feito sempre com muita cautela e um planejamento adequado, levando em conta uma série de fatores.

Para se obter qualquer grande conquista, é preciso muito planejamento e organização, principalmente no aspecto financeiro. Comprar um imóvel sem financiar é possível, basta que você trace um plano e se comprometa a dar um passo de cada vez.

Em matéria do grau de desejo que as pessoas têm de adquirir uma casa própria, esse desejo é medido com relação ao tempo ou urgência que a pessoa tem para adquirir este imóvel. E, normalmente, é de acordo com a sensação de urgência que temos que tomamos as decisões que nos permitem dar uma solução rápida para o problema, mas que pode nos sair caro (contrair um financiamento), embora existam outras alternativas.

Já para quem não está com tanta pressa assim, as outras opções disponíveis custam menos ou rendem mais. Exatamente por isso, são mais vantajosas financeira e patrimonialmente.

Basicamente, com relação a esse aspecto, podemos dividir as pessoas em 3 grupos:

No primeiro grupo geralmente encontramos casais de noivos e namorados que estão pensando em se casar, ou pessoas/famílias que encontram-se morando em um imóvel que não é seu de fato e de direito. Já no segundo e no terceiro grupos, encontramos pessoas/famílias até então razoavelmente satisfeitas com a sua moradia atual, mas que pensam em melhorar, ou ampliar, ou tornar seu o imóvel em que moram.

Como em tudo, em finanças não existe uma solução única, maravilhosa e milagrosa. O que foi bom para a sua prima ou para o seu cunhado, pode não funcionar para você; e o modelo que foi um sucesso para os seus pais, pode já estar defasado, ou ser inviável para você nas condições de hoje. Por isso, vamos trabalhar com cada um destes grupos ao longo das próximas semanas. Tenho certeza de que você se enquadra em algum destes.

Lembre-se: nós começamos a realizar um sonho quando escolhemos nosso foco e definimos metas. Portanto, segure a ansiedade de ver a sua casa nova e curta o processo de conquista. Eu garanto que, com um bom planejamento e tomando as decisões certas, a cada mês você estará mais próximo de entrar pela porta de um imóvel no seu nome.

Por hoje fico por aqui, lembrando que, caso você tenha alguma questão ou dúvida relacionada a Finanças Pessoais, envie-a para redacao@plenonews.com.br e eu terei o maior prazer em responder e tentar lhe ajudar.

Forte abraço, até semana que vem, sucesso, e fique em paz!

Anderson de Alcantara é profissional do mercado financeiro há 30 anos, atua como consultor financeiro na 3468 Finance e é professor titular do Ministério Videira – Educação Financeira à luz da Bíblia.

Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo