CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X Mundo Corporativo: O layout que serve às pessoas e ao trabalho

Atenção ao orçamento doméstico durante a quarentena!

Em todos os lares, as despesas se movimentaram de um lado para o outro. Umas diminuíram, outras aumentaram. É importante estar atento!

Anderson de Alcantara - 14/05/2020 15h58

Entrando no terceiro mês de quarentena em função da pandemia do Coronavírus, na maioria das grandes cidades brasileiras, já percebemos que essa crise não é como nada que tenhamos enfrentado antes. E tanto no âmbito das empresas, como no dos lares, podemos perceber que as pessoas que estão contornando melhor todos os obstáculos são aquelas que, ao longo da vida, conduziram suas casas e seus negócios liderados por princípios sólidos e pela atitude adequada.

Mesmo com toda a evolução tecnológica que a humanidade vem experimentando nas últimas décadas, há princípios imutáveis que nos conduzem ao sucesso, muitos dos quais nós já vimos abordando aqui neste nosso espaço. Há quase dois anos eu escrevi a coluna “Dinheiro não é nada sem controle” (clique aqui para ler). E se você ainda não a leu, recomendo que dê uma pausa neste texto e dê uma lida lá. Ela fala de Orçamento Doméstico, que é um princípio fundamental para quem almeja ter prosperidade, e mesmo continuando perfeitamente atual, hoje nós vamos fazer alguns complementos em função do momento que estamos vivendo.

Pessoas que estão contornando melhor todos os obstáculos são aquelas que, ao longo da vida, conduziram suas casas e seus negócios liderados por princípios sólidos

Com a quarentena, houve uma reformulação profunda no nosso dia-a-dia: crianças estão em casa o dia inteiro, pessoas estão fazendo homeoffice ao invés de ir bater ponto no escritório, espaços de lazer estão fechados. Dessa forma, as despesas domésticas estão sofrendo algumas alterações importantes, como, por exemplo:

Além disso, muitos gastos foram renegociados durante o período de quarentena (academia, mensalidades escolares, diaristas etc) e tiveram seus valores reduzidos para manter o essencial em cada contrato, pois uma hora a quarentena irá acabar.

Nesse momento, é importante evitar os gastos que não são considerados essenciais; pois não há segurança econômica nem de emprego. Mas alguns gastos são realmente inevitáveis, como saúde, alimentação e as demais contas.

A planilha de orçamento pode ajudar a ver o que é realmente essencial e analisar como os gastos se movimentaram de março para cá, se houve aumento ou queda nas despesas para evitar um super endividamento futuro (a famosa “bola de neve”) ou aproveitar para reforçar a Reserva Técnica de Liquidez e Segurança, que é outro princípio fundamental da prosperidade, sobre o qual também já falamos aqui (clique aqui para ler).

A situação é de incerteza e – embora a crise vá acabar – ainda não se sabe quanto tempo ela pode durar. Não dá para negar que quem não fez a lição de casa em relação às finanças pessoais pode sofrer mais os efeitos desse problema, já que ter uma reserva financeira num momento como esse, por exemplo, poderia contribuir para atravessá-lo com um pouco mais de tranquilidade.

A boa notícia é que nunca é tarde para começar, e que você pode (deve!) aproveitar essa oportunidade e separar 1 hora do seu dia para começar a se organizar e planejar melhor sua vida financeira daqui para a frente.

Por hoje fico aqui, lembrando que, caso você tenha alguma questão ou dúvida relacionada a Finanças Pessoais, pode enviá-la para redacao@plenonews.com.br e eu terei o maior prazer em responder e tentar lhe ajudar.

Forte abraço e até semana que vem. Sucesso e fique em paz!

Anderson de Alcantara é profissional do mercado financeiro há 31 anos, onde atua como como Planejador Pessoal; e é Professor Titular do Ministério Videira – Educação Financeira à luz da Bíblia.
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo