12 bons filmes sobre finanças para assistir nas férias…

Seis para entender o mercado, quatro para rir e dois para se emocionar

Anderson de Alcantara - 16/07/2019 12h39

Nas duas últimas semanas eu dei dicas sobre como se divertir nestas férias de meio de ano sem gastar muito e sugeri algumas leituras para se adquirir conhecimento saudável e aprender o que fazer para prosperar financeiramente.

Se você, assim como eu, também é fã da “sétima arte”, aqui vai minha seleção particular de filmes. Os considero imperdíveis para quem quer saber um pouco mais sobre como funciona essa questão do dinheiro no mundo, rir um bocado com os erros de quem faz tudo errado, e se emocionar com algumas valiosas lições de vida sobre aquilo que realmente nos torna ricos. Divirta-se !!!

Resultado de imagem para wall street - poder e cobiça prêmios

Wall Street: Poder e Cobiça (1987)
Direção e Roteiro: Oliver Stone
Elenco: Michael Douglas, Charlie Sheen, Daryl Hannah, Martin Sheen, Terence Stamp
Oscar de Melhor Ator: Michael Douglas – 1988

Comece por este, e depois assista à continuação. Acho que são os meus dois filmes favoritos, com relação a entender o mercado financeiro e o que se passa na mente de algumas das pessoas que movimentam a maior parte da economia global. Este filme mostra os bastidores do mundo dos grandes negócios da década de 1980, partindo do ponto de vista do mocinho Bud Fox (Charlie Sheen), que sonha em conhecer o seu ídolo das finanças, Gordon Gekko (Michael Douglas). A oportunidade surge, o rapaz se vê atraído para o mundo altamente lucrativo das negociações a partir de informações privilegiadas… porém nosso herói acabará por descobrir que o preço a pagar por esta ascensão meteórica é demasiado alto.

Wall Street: O Dinheiro Nunca Dorme (2010)
Direção: Oliver Stone
Roteiro: Bryan Burrough, Allan Loeb, Stephen Schiff
Elenco: Michael Douglas, Shia LaBeouf, Josh Brolin, Carey Mulligan, Frank Langella, Susan Sarandon, Charlie Sheen

Após cumprir pena pelas fraudes financeiras realizadas no filme anterior, Gordon Gekko (Michael Douglas) deixa a prisão. Impossibilitado de operar no mercado financeiro, ele dedica seu tempo a realizar palestras e a escrever um livro, onde critica o comportamento de risco dos mercados. Um dia, após uma das palestras, ele é abordado por Jacob Moore (Shia LaBeouf), um jovem e idealista operador de mercado que vive com Winnie (Carey Mulligan), filha de Gekko. Conflitos familiares e oportunidades ocultas no coração de cada personagem trarão uma reviravolta surpreendente à trama. Destaque para o reencontro de Gekko e Bud (Charlie Sheen) após mais de 20 anos e para a explicação da Crise das Tulipas Holandesas, provavelmente a primeira grande bolha financeira que se tem registro na humanidade, ocorrida no século XVII.

O Lobo de Wall Street (2013)
Direção: Martin Scorsese
Roteiro: Terence Winter
Elenco: Leonardo DiCaprio, Jonah Hill, Margot Robbie, Matthew McConaughey, Kyle Chandler, Rob Reiner, Jon Bernthal, Jon Favreau, Jean Dujardin

Nesse filme, que é uma das maiores bilheterias deste tema, Leonardo DiCaprio vive Jordan Belfort, um corretor de títulos da bolsa de valores americana. Em meio a uma vida cheia de exageros envolvendo festas, drogas e mulheres, a trama narra como Belfort ergueu-se praticando fraudes de seguro com a sua empresa, a Stratton Oakmont, por meio de muita corrupção em Wall Street. Mesmo cercado por tanta corrupção e ilegalidade, é possível acompanhar a perspicácia no raciocínio de Belfort e a forma como o seu tino para negócios o ajudou a faturar milhões a partir do zero. Coincidentemente, ou não, na vida real atualmente Jordan Belfort se comporta de forma parcialmente semelhante ao personagem de Michael Douglas no filme anterior: após cumprir pena por fraudes financeiras, ele dedica seu tempo a realizar palestras e divulgar seus livros, onde critica o mercado. Recentemente, inclusive, ele esteve no Brasil numa jornada destas. Seria a arte imitando a vida, ou o inverso???

A Grande Aposta (2015)
Direção e Roteiro: Adam McKay
Elenco: Christian Bale, Steve Carell, Ryan Gosling, Brad Pitt

Michael Burry (Christian Bale) é o dono de uma empresa de médio porte, que decide investir boa parte do dinheiro do fundo que coordena numa aposta que o sistema imobiliário nos Estados Unidos irá quebrar em breve. Tal decisão gera complicações junto aos investidores, já que nunca antes alguém havia apostado contra o sistema e levado vantagem. Ao saber destes investimentos, o corretor Jared Vennett (Ryan Gosling) percebe a oportunidade e passa a oferecê-la a seus clientes. Um deles é Mark Baum (Steve Carell), de uma corretora que enfrenta problemas pessoais desde que seu irmão se suicidou. Paralelamente, dois iniciantes na Bolsa de Valores percebem que podem ganhar muito dinheiro ao apostar na crise imobiliária e, para tanto, pedem ajuda a um guru de Wall Street, Ben Rickert (Brad Pitt), que vive recluso. O filme mostra o valor da perseverança, quando muitas vezes aquilo em que acreditamos estar certo vai na contramão da manada, e o preço que se paga por isso.

Trabalho Interno (2010)
Direção, Produção e Roteiro: Charles H. Ferguson
Oscar de Melhor Documentário: 2011

Focado na crise financeira que abalou a economia mundial em 2008, este documentário mostra os fatores que culminaram na última grande crise financeira global e os seus impactos na sociedade, com milhões de pessoas perdendo seus empregos e um prejuízo de quase US$20 trilhões. O longa mostra o lado sujo de Wall Street e as más consequências da especulação e de empréstimos disponibilizados sem nenhum critério. o documentário conta com várias entrevistas feitas com jornalistas, grandes políticos, acadêmicos e outras personalidades importantes do mercado. É extremamente importante para quem trabalha com investimentos, empresários, pessoas relacionadas ao setor financeiro ou para quem deseja estar antenado sobre esse universo.

Resultado de imagem para Freakonomics (filme)

Freakonomics: O Filme (2010)
Direção: Alex Gibney, Eugene Jarecki, Heidi Ewing, Morgan Spurlock, Rachel Grady, Seth Gordon
Roteiro: Alex Gibney, Eugene Jarecki, Heidi Ewing, Jeremy Chilnick, Morgan Spurlock, Peter Bull, Rachel Grady, Seth Gordon

Baseado no best-seller de mesmo nome, este outro documentário aponta os comportamentos financeiros do ser humano sob o aspecto científico, como os fatores determinantes para uma pessoa gastar tanto dinheiro e consumir determinados produtos.

Entender a nossa relação com o dinheiro é, sem dúvida, uma das formas mais eficientes e seguras de reprogramar os nossos comportamentos e ações — para que o dinheiro trabalhe para nós, e não o contrário. Ou então que consigamos cuidar para que nossas riquezas materiais sejam suficientes para suprir todas as nossas necessidades, sem que, para isso, levemos uma vida superficial em busca de simples acúmulo de bens.

Resultado de imagem para Trocando as bolas (1983)

Trocando as Bolas (1983)
Direção: John Landis
Roteiro: Timothy Harris
Elenco: Dan Aykroyd, Eddie Murphy, Ralph Bellamy, Don Ameche, Denholm Elliott, Jamie Lee Curtis

Mais uma releitura inspirada na obra “O Príncipe e o Mendigo”, de Mark Twain, o filme conta a história do esperto mendigo Billy Ray Valentine (Eddie Murphy), que se torna um investidor em Wall Street, depois que dois irmãos milionários apostam se seria possível um morador de rua trocar de identidade com seu empregado magnata Louis Winthorpe III (Dan Aykroyd). Ao se tornarem alvo da aposta entre os poderosos corretores – que usam sua influência para modificar as condições de Louis e Billy – eles têm suas vidas viradas do avesso; tudo para que os apostadores possam descobrir quais dos fatores é determinante para o sucesso ou para o fracasso de alguém: ambiente ou genética. O filme traz uma boa reflexão, além de boas risadas, e muitos críticos acreditam que esse seja um dos melhores trabalhos de Eddie Murphy em sua carreira.

Resultado de imagem para As loucuras de Dick e Jane (2005)

As Loucuras de Dick e Jane (2005)
Direção: Dean Parisot
Roteiro: Gerald Gaiser
Elenco: Jim Carrey, Téa Leoni, Alec Baldwin, Richard Jenkins, Gloria Garayua

Essa comédia narra a história de um casal que levava uma vida confortável e cheia de luxos quando, de repente, Dick (Jim Carrey) perde o emprego. Daí para frente, o casal comete inúmeras loucuras para manter as aparências e sustentar o estilo de vida. Além de proporcionar boas risadas, o filme também desperta em nós uma reflexão sobre o porquê de acreditarmos que precisamos de muito para sermos felizes. Além disso, o filme faz com que pensemos no que podemos fazer para nos prevenir frente a situações possíveis de demissão. O longa também alerta sobre como devemos sempre administrar as nossas economias da melhor forma possível, para que tenhamos uma reserva guardada nesses casos.

Os Delírios de Consumo de Becky Bloom (2009)
Direção P.J. Hogan
Roteiro: Kayla Alpert, Sophie Kinsella, Tim Firth, Tracey Jackson
Elenco: Isla Fisher, Hugh Dancy, Krysten Ritter, John Goodman, Joan Cusack

Becky Bloom é uma repórter que escreve sobre finanças pessoais em um jornal de Nova York ― enquanto, na verdade, é uma pessoa extremamente consumista e vive fugindo de cobradores (hahaha – eu não sou assim não, tá, gente! 😇). O filme segue o estilo comédia romântica, e Becky acaba apaixonando-se por um bonito empresário enquanto lida com o seu consumismo desenfreado. Qual é a melhor forma de cuidarmos do nosso dinheiro senão utilizando-o basicamente para aquilo de que necessitamos e evitando os exageros? O filme, ao mostrar o inverso dessa lógica, nos ensina também quão grande é a diferença entre querer algo e realmente precisar disso — e como é importante estarmos bem longe de dívidas.

Até que a Sorte Nos Separe (2012)
Direção: Roberto Santucci
Roteiro: Paulo Cursino, Angelica Lopes
Elenco: Leandro Hassum, Danielle Winits, Kiko Mascarenhas, Rita Elmôr

Comédia brasileira inspirada no livro “Casais inteligentes enriquecem juntos” do conceituado consultor financeiro Gustavo Cerbasi (recomendei aqui). O filme não é um sucesso de crítica, porém é diversão instantânea, daquelas que te faz rir um bocado, mas mostra de forma clara como o descontrole financeiro e decisões erradas podem dilapidar até as maiores fortunas. E – guardadas as devidas proporções – qualquer um pode se colocar no lugar do personagem principal e refletir sobre seu estilo de consumo. Gerou uma continuação no ano seguinte, recebendo o mesmo descaso de crítica do filme anterior; porém a sequência merece registro pela singela homenagem que fizeram ao trazer o célebre comediante norte-americano Jerry Lewis de volta ao papel de Bellboy 53 anos depois de “O Mensageiro Trapalhão” (EUA, 1960).

Resultado de imagem para À Procura da Felicidade cartaz

À Procura da Felicidade (2006)
Direção: Gabriele Muccino
Roteiro: Steven Conrad
Elenco: Will Smith, Jaden Smith, Thandie Newton

Baseado em fatos reais, narrados no livro autobiográfico de Chris Gardner, À procura da Felicidade mostra as desventuras um pai de família (Will Smith) que, após investir seu dinheiro em uma ideia que não deu muito certo, começa a passar por tremendos problemas financeiros. Pouco a pouco, essa situação degrada o seu casamento e faz com que ele enfrente situações extremamente difíceis. Mas mesmo em meio a todo esse cenário, Chris batalha até conseguir um estágio em uma importante corretora de ações e, ao lado de seu filho, mostra como manter a dignidade, buscar a felicidade e perseverar até vencer frente a situações financeiras tão adversas. O filme é uma tremenda lição de vida, com trechos sendo utilizado em treinamentos e palestras milhares de vezes ao dia ao redor do mundo. Mesmo que você já o tenha assistido, quem sabe não está na hora de ver de novo?

Resultado de imagem para A CORRENTE DO BEM

A Corrente do Bem (2000)
Direção: Mimi Leder
Roteiro: Catherine Ryan Hyde, Leslie Dixon
Elenco: Haley Joel Osment, Kevin Spacey, Helen Hunt, Angie Dickinson

Eugene Simonet (Kevin Spacey), um professor de Estudos Sociais, faz um desafio aos seus alunos em uma de suas aulas: que eles criem algo que possa mudar o mundo. Um de seus alunos, Trevor McKinney (Haley Joel Osment), incentivado pelo desafio do professor, cria um novo jogo chamado Pay it forward; no qual a cada favor que recebe você terá que retribuir a três outras pessoas. Surpreendentemente, a ideia funciona, ajudando o próprio Eugene a se desvencilhar de segredos do passado e também à mãe de Trevor, Arlene (Helen Hunt), a encontrar um novo sentido em sua vida.

No final, acabou ficando uma lista maior que a dos livros, mas essa aqui você “mata” mais rápido. Eu aposto!

Por hoje fico aqui, lembrando que, caso você tenha alguma questão ou dúvida relacionada a Finanças Pessoais, envie-a para redacao@plenonews.com.br e eu terei o maior prazer em responder e tentar lhe ajudar.

Forte abraço, e até semana que vem (com dicas sobre como colocar as contas nos eixos depois das férias), se Deus quiser. Sucesso, e fiquem em Paz!

Anderson de Alcantara é profissional do mercado financeiro há 30 anos, atua como consultor financeiro na 3468 Finance e é professor titular do Ministério Videira – Educação Financeira à luz da Bíblia.

Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo