Leia também:
X As teologias da prosperidade e confissão positiva ofendem a Deus

Você ainda paga taxa bancária?

Isenção de taxas e bancos digitais podem resolver o problema de gastos desnecessários

Aline Rodrigues - 06/01/2021 16h00

Por muito tempo, as taxas bancárias foram gastos fantasmas que impactavam o saldo bancário das pessoas e das empresas. Afinal de contas, eram taxas para todos os lados: TED, DOC, emissão e cancelamento de boletos, anuidade do cartão de crédito e taxa de manutenção de conta.

De pouquinho em pouquinho, essas taxas geravam em média gastos que variavam de R$600,00 a R$ 1.500,00 por ano. Mas e você, sabe quanto paga ou pagava ao ano ao banco? Será que você pagava mais do que a média?

Com o crescimento das contas com isenção das taxas de manutenção e de custos com TED/DOC, espaços foram abertos para mais economia e mais flexibilidade, pois uma conta digital possibilita que tudo esteja a um click de distância dos clientes.

Mas tudo isso também abre espaço para dúvidas e questionamentos; por esse motivo, separei 3 pontos de atenção/reflexão:

Contas digitais

É importante deixar claro que, quando falamos de contas digitais, não estamos apenas falando dos “novos bancos”. Banco do Brasil, Itaú, entre outros bancos tradicionais também possuem contas digitais, que são contas mais focadas no virtual e que não possuem certas tarifas.

Atendimento

É claro que, ao deixar de pagar a taxa de manutenção de conta, você também deixa de lado alguns modelos de atendimentos bancários (não terá whatsapp de gerente nem gerente físico para algumas coisas). Mas isso não significa que, em uma urgência, ninguém irá ajudá-lo e/ou responder-lhe.

Então, antes de falar que não vale a pena “perder o atendimento”, avalie dois pontos: o primeiro é questionar-se sobre qual foi a última vez que você foi ao banco e precisou desse atendimento, e o segundo ponto é avaliar se o atendimento que você possui compensa o valor gasto anual.

Histórico de utilização

É fundamental avaliar o seu histórico de movimentação. Se você é uma pessoa que faz muitas TEDs/DOCs mensais, é hora de avaliar o quanto está gastando extra mensalmente por isso, pois, nesse caso, ter uma conta digital poderá fazer muita diferença.

Já se você não consegue fazer tudo pelo celular e tem muito costume de ir ao banco para fazer pagamento de contas, tirar dúvidas, fazer empréstimos e transferências, pagar as tarifas estará mais de acordo com a sua realidade; afinal, é um serviço que você de fato utiliza.

E aí, qual sua visão sobre as taxas bancárias? O valor que você paga está alinhado ao que você recebe de atendimento/serviços? Quanto poderá economizar se tirar essas taxas da sua conta? O que poderá fazer hoje com esse dinheiro? Pense nisso e avalie as suas finanças.

 

 

Aline Rodrigues é graduada em Administração, consultora financeira e educadora financeira, profissional no mercado financeiro há 7 anos, atua como CEO da Finapse.

* Este texto reflete a opinião do autor e não, necessariamente, a do Pleno.News.

Leia também1 Avalie: você é um procrastinador com dinheiro?
2 Como organizar as finanças pessoais e entrar 2021 da melhor forma
3 Influenciadores financeiros, será que dá para confiar?
4 3 erros perigosos que as pessoas mais cometem em suas finanças

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Canal
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.