Leia também:
X A cobertura da Globo às manifestações da esquerda

O cartão de crédito não é o vilão da sua vida

O cartão deve ser utilizado com estratégia e sabedoria para que ele seja um grande aliado a sua organização e crescimento financeiro

Aline Rodrigues - 16/06/2020 09h00

Muitas pessoas iniciam suas dívidas através dos atrasos da fatura do cartão de crédito. Elas consomem mais do que a capacidade mensal de pagamento e acabam jogando para frente as faturas, fazendo com que o gasto fique cada vez mais alto e cada vez mais difícil de quitar. Contudo, não é o cartão de crédito o vilão dessa história, mas sim a forma como você o vem usando em seu dia a dia.

O cartão de crédito tem inúmeros benefícios: as pontuações que possibilitam a troca por produtos ou passagens aéreas, o parcelamento que possibilita fazer uma compra alta e adequá-la ao seu orçamento mensal e o prazo futuro para pagamento. Mas não podemos deixar de lado que o cartão de crédito é um dos produtos financeiros que possuem as maiores taxas de juros e que criar dívidas nele pode impactar e muito a sua vida financeira.

Só como exemplo, uma pessoa que compra hoje um produto de R$ 500,00 e não paga essa fatura, em 1 ano verá essa compra se transformar em uma dívida de R$1.435,00 aproximadamente.

O cartão deve ser utilizado com estratégia e sabedoria para que ele seja um grande aliado a sua organização e crescimento financeiro. É fundamental que você entenda o seu limite mensal de gastos via cartão de crédito. Afinal de contas, ele não é mais uma área em suas despesas, mas sim uma forma de pagamento, portanto busque entender e definir as suas metas de gastos e parcelamentos em relação a transportes, alimentação, lazer, aplicativos e extras.

Saber quanto se pode gastar no cartão de crédito irá facilitar a sua gestão financeira e te afastar das dívidas. Lembre-se de que por mais que o seu limite de crédito seja mais alto que a sua renda, esse não é um dinheiro extra e que é preciso de cuidados na hora de usar o limite. A atenção aos pagamentos evitará que você se enrole com os juros ou que venha a ter o seu nome negativado.

Segue abaixo 3 dicas importantes para você avaliar a sua situação atual e iniciar a sua organização com o cartão de crédito;

Passo 01: Faça o levantamento de todos os parcelamentos futuros que você já possua e crie uma planilha com os gastos projetados mês a mês. Isso irá te ajudar a entender quanto do seu dinheiro já foi gasto e não é mais seu.

Exemplo: Tenho uma compra no meu cartão que foi parcelada em 5x de R$ 200,00, já paguei 2 parcelas, com isso, irei colocar em uma planilha que nos próximos 3 meses terei um custo de R$ 200,00/cada.

Passo 02: Avaliar o impacto desses gastos anteriores em seu momento atual;

Faça a sua conta mensal seguindo a visão abaixo:

RECEITA DO MÊS

(-) CARTÃO DE CRÉDITO PROJETADO

(-) DESPESAS FIXAS E OBRIGATÓRIAS (Aluguel, luz, …)

E visualize quanto de recurso você possui para os próximos meses para os gastos gerenciáveis, ou seja, aqueles que você ainda irá gastar e em principal no cartão de crédito.

Passo 03 – Avalie o seu potencial de gastos futuros e defina limites

Não tem mais saldo? Para tudo, esconde o cartão e busque negociar as parcelas e mantê-las em dia. Verifique quando abrirá saldo novamente.

Uma vez que você tenha saldo em seu planejamento, agora é hora de avaliar como e quando você poderá consumir no cartão de crédito e qual será o seu limite de gastos para não extrapolar o orçamento.

Pense nisso e acumule pontos sem culpas e sem dívidas financeiras.

Aline Rodrigues é graduada em Administração, consultora financeira e educadora financeira, profissional no mercado financeiro há 7 anos, atua como CEO da Finapse.
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.