Leia também:
X Êxodo ucraniano: Crise de deslocamento mais rápida desde a 2ª Guerra Mundial

O que vi no maior festival de inovação e criatividade do mundo

Web3, Metaverso, NFTs e pessoas

Alex Monteiro - 24/03/2022 17h05

O evento aconteceu em Austin, nos EUA Foto: Arquivo pessoal

Semana passada participei do maior festival de inovação e criatividade do mundo, o SXSW, em Austin, nos EUA. Após 2 anos de cancelamento por causa da pandemia, o Festival voltou as suas excelentes discussões acerca do futuro, principalmente as questões ligadas à tecnologia.

Viajei na expectativa de aprender mais sobre Web3, Metaverso, NFTs, entre outros assuntos que estão na boca de todas as pessoas; inclusive, daquelas que nada entendem sobre o assunto.

Obviamente, imaginei que fosse encontrar debates centrados nas novas ferramentas tecnológicas para a imersão de pessoas no ambiente virtual, mas me deparei com algo muito mais profundo. Encontrei uma discussão menos tecnológica e mais existencial, envolvendo questões éticas que sequer foram resolvidas no mundo digital em que vivemos.

Questões fundamentais para a convivência na sociedade, como, a responsabilidade das informações divulgadas nas redes, combate a fake news, proteção de dados e privacidade dos usuários.

Admito que não encontrei o que esperava, mas me deparei com algo muito mais confortante e necessário: o respeito ao ser humano, sua dignidade e relacionamentos.

Afinal, relacionamentos saudáveis são formas de cura, quando podemos confiar no outro e ser sustentado por este. Que bom que estamos protegendo essa comunicação e aplicando o amor ao próximo. Só quem ama, protege e guarda em oração.

Alex Monteiro é evangelista, sócio-fundador da Non Stop, empresa referência em marketing de influência e da VK Digital, especializada em cursos online.

* Este texto reflete a opinião do autor e não, necessariamente, a do Pleno.News.
Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.