Leia também:
X O pânico que está sendo feito em torno da varíola dos macacos

Existe vida pessoal e vida profissional?

Muitas vezes somos guiados pelo que acreditamos que deveríamos ser

Alex Monteiro - 26/05/2022 09h30

Você conhece alguém que no trabalho é uma pessoa diferente do que é em casa ou vice-versa?

Se a resposta for sim, provavelmente, você está diante de uma pessoa que não está desenvolvendo todo o seu potencial. Muitas vezes, somos guiados pelo que acreditamos que deveríamos ser, e não pelo que realmente somos.

Pessoas que são elas mesmas são mais criativas e capazes de resolver problemas complexos, além de serem mais felizes. Por exemplo, ao censurar o jeito brincalhão de um colaborador, estamos também impedindo-o de contribuir com ideias que podem ser disruptivas e lucrativas.

Se você trabalha em uma empresa em que sente dificuldade em ser autêntico, é bem possível que o sucesso e a felicidade não venham incluídos no pacote de benefícios.

Essa união entre a vida pessoal e profissional se fortaleceu muito durante a pandemia; afinal, o trabalho invadiu a nossa casa e tivemos que nos reinventar.

Dentro desse contexto, as lideranças precisam entender que o colaborador possui sentimentos, discute em casa, fica triste com a doença do filho. Minhas piores reuniões e decisões foram aquelas em que estava com algum problema em casa e assumir isso é libertador, pois as pessoas não seguem quem não conhecem. O nome disso é transparência.

Que possamos viver de forma integral, sabendo que todos os negócios antes de serem feitos por profissionais, são feitos por pessoas e cada um de nós é único, indivisível. Portanto, nunca vai ser sobre quem somos no trabalho e quem somos em casa. Vai ser sempre sobre nós enquanto seres humanos, cheios de complexidades, porém com uma vida para construir, administrar e equilibrar.

Alex Monteiro é evangelista, sócio-fundador da Non Stop, empresa referência em marketing de influência e da VK Digital, especializada em cursos online.

* Este texto reflete a opinião do autor e não, necessariamente, a do Pleno.News.
Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.