Leia também:
X Canadá aprova uso de vacina em menores de 12 a 15 anos

Venezuela recebe do Unicef 50 congeladores para vacinas contra Covid

Informação foi divulgada por meio de uma rede social

Pleno.News - 05/05/2021 16h03 | atualizado em 05/05/2021 16h28

Venezuela recebeu do Unicef, 50 congeladores para vacinas contra Covid Foto: EFE/Bienvenido Velasco/Archivo

Nesta quarta-feira (5), a Venezuela recebeu do Unicef 50 congeladores para armazenar vacinas contra a Covid-19. A informação foi divulgada por fontes do Fundo das Nações Unidas para a Infância, que ainda enviará outros 50 equipamentos do tipo em outro voo cuja data ainda não foi confirmada.

– Estamos recebendo os primeiros 50 dos 100 congeladores que o Unicef conseguiu para apoiar os esforços do país no plano de introdução e aplicação das vacinas – disse Mervin Moran, especialista em imunização do Fundo.

Ele deu declarações em um vídeo postado nas redes sociais da organização.

Segundo Moran, cada um dos congeladores permitirá o armazenamento de cerca de 85.000 doses das vacinas contra o novo coronavírus, “o que equivale a cerca de 256 litros de capacidade”.

Ele explicou também que o Unicef “apoiará a instalação e distribuição do equipamento para assegurar que todas as recomendações do fornecedor sejam cumpridas para aumentar a vida útil”.

– Como parte do mecanismo Covax, o Unicef apoia, em nível mundial, a preparação dos países para receberem as vacinas contra Covid-19. Nesta semana, um total de 100 congeladores serão entregues na Venezuela – acrescentou o próprio Fundo da ONU em sua conta no Twitter.

Ainda de acordo com o Unicef, a aquisição e chegada dos 100 congeladores “é possível graças à contribuição” do governo do Reino Unido.

Na última segunda-feira (3), o Ministro da Saúde venezuelano, Carlos Alvarado, disse a respeito do Covax que o governo venezuelano “está fazendo esforços extraordinários” e salientou que “praticamente tudo o que corresponde” a este plano já foi pago para garantir vacinas para mais de cinco milhões de pessoas.

As primeiras vacinas deste mecanismo coordenado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) deverão chegar à Venezuela em julho.

*Com informações da Agência EFE

Leia também1 Venezuela aumenta salário, mas valor não chega a R$ 19
2 Juan Guaidó acusa Maduro de vínculos com narcoterroristas
3 Papa diz que pandemia agravou dificuldades dos venezuelanos
4 Oposição venezuelana acusa governo de armar criminosos
5 Maduro anuncia acordo com Programa Alimentar da ONU

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.