Leia também:
X Ciclone Idai já fez mais de mil mortos em países da África

Venezuela: Juan Guaidó corta venda de petróleo para Cuba

Presidente interino acusou Cuba de ser aliada de Nicolás Maduro

Gabriela Doria - 06/04/2019 21h10 | atualizado em 08/04/2019 12h12

Presidente interino da Venezuela Juan Guaidó Foto: EFE/Rayner Peña

O líder do parlamento da Venezuela, Juan Guaidó, suspendeu neste sábado (6) a venda de petróleo para Cuba. O corte acontece após as sanções que os Estados Unidos impuseram contra os envios de petróleo venezuelano à ilha.

– Acabou o aproveitamento do petróleo da Venezuela, senhor Díaz-Canel. A única ingerência que não vamos permitir, que não permitimos, é a que seu G2 Cubano quer fazer na Venezuela – declarou o líder opositor diante de milhares de simpatizantes em uma manifestação em Caracas.

Guaidó também denunciou o uso do combustível para financiar planos contra a queda de Nicolás Maduro.

– Não vai utilizar o petróleo da Venezuela para submeter nossos militares, para investigá-los, para averiguá-los – prometeu o opositor.

Na sexta-feira (5), os Estados Unidos impuseram sanções econômicas à comercialização do petróleo da Venezuela.

Os embargos incluem o congelamento dos ativos financeiros que possam ter sob jurisdição americana e proíbem as transações financeiras com as empresas implicadas.

O governo de Nicolás Maduro informou depois que tomará as vias jurídicas correspondentes para responder às sanções que rotulou como “inaceitáveis”.

Leia também1 Nicolás Maduro expulsa 13 oficiais das Forças Armadas
2 Multidão rompe bloqueio de Nicolás Maduro em fronteira
3 Juan Guaidó perde imunidade parlamentar e pode ser preso

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.