Leia também:
X Premiê do Líbano renuncia ao cargo após tragédia no país

Vazamento de mil toneladas de óleo atinge Ilhas Maurício

Empresa japonesa enviou dois petroleiros e helicópteros para conter o vazamento

Henrique Gimenes - 10/08/2020 15h32 | atualizado em 10/08/2020 16h18

Após o vazamento de toneladas de óleo de um navio na costa das Ilhas Maurício, no sudeste da África, a empresa japonesa Nagashiki Shipping Company, dona da embarcação MV Wakashio, informou que enviou dois petroleiros e vários helicópteros ao local. A medida tem por objetivo reduzir os “efeitos do vazamento e proteger o meio ambiente”.

O navio encalhou na costa leste das Ilhas Maurício no dia 25 de julho, mas começou a vazar o combustível na quinta-feira (6). O governo das Ilhas Maurício decretou “estado de emergência ambiental” na sexta-feira (7).

A estimativa é de que pelo menos 1.000 toneladas de óleo tenham vazado da embarcação.

Com a catástrofe, moradores da Ilhas Maurício se uniram para tentar conter o vazamento.

Leia também1 Premiê do Líbano renuncia ao cargo após tragédia no país
2 Incêndio em hotel usado como hospital causa mortes na Índia
3 Líbano: Explosão abriu cratera de 43 metros de profundidade
4 Beirute tem mais de 60 desaparecidos após explosão
5 Brasileiros levarão pele de tilápia para tratar feridos no Líbano

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.