Leia também:
X Biden se irrita e ataca repórter: “Você está no ramo errado”

Vacina da alemã CureVac contra a Covid-19 decepciona em teste

Imunizante atingiu apenas 47% de eficácia

Pleno.News - 17/06/2021 14h53 | atualizado em 17/06/2021 15h36

Sede do CureVac, laboratório alemão
Sede do CureVac, laboratório alemão Foto: Reprodução/CureVac

A empresa de biotecnologia alemã CureVac NV informou na quarta-feira (16) que sua vacina contra a Covid-19 foi só 47% eficaz em um teste de estágio avançado, ficando aquém do objetivo principal do estudo e causando dúvidas sobre a possível entrega de centenas de milhões de doses à União Europeia (UE).

A baixa eficácia da vacina, conhecida como CVnCoV, foi mostrada em uma análise provisória, baseada em 134 casos da doença, em estudo com cerca de 40 mil voluntários na Europa e na América Latina.

As apostas para a CureVac e para possíveis compradores europeus da vacina aumentaram depois que limites de idade foram impostos no uso dos imunizantes da Johnson & Johnson e da AstraZeneca, devido a problemas de coagulação raros, mas potencialmente fatais.

Também se esperava que a vacina da CureVac ajudasse países de renda baixa e média, que estão muito atrás de nações mais ricas no esforço global de imunização.

Firmando os únicos acordos grandes de suprimento com a CureVac, a UE garantiu em novembro até 450 milhões de doses da vacina, das quais 180 milhões são opcionais. O negócio veio após um memorando de entendimentos firmado com a Alemanha para a entrega de mais 20 milhões de doses.

A empresa disse que ao menos 13 variantes do vírus respondem pelas infecções na população estudada.

*Agência Brasil

Leia também1 França encerra uso obrigatório de máscara ao ar livre
2 Randolfe atribui antecipação de vacinas à 'pressão' da CPI
3 País aplica 1,73 milhão de doses em 24h, 2ª maior marca diária
4 Governo anuncia antecipação de 7 milhões de doses da Pfizer
5 Costa Rica autoriza vacina da Janssen e descarta CoronaVac

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.