Leia também:
X Príncipe William e Kate dizem que apoiam a Ucrânia

Ucrânia: FAB deixa dois aviões prontos para resgatar brasileiros

Aeronaves são do mesmo modelo utilizado em outras missões humanitárias internacionais

Paulo Moura - 26/02/2022 12h34 | atualizado em 26/02/2022 13h29

Aeronaves modelo KC-390 Millennium estão preparadas para buscar brasileiros Foto: FAB/Sgt. Müller Marin

A Força Aérea Brasileira (FAB) informou neste sábado (26) que colocou dois aviões de prontidão para um possível resgate de brasileiros que estão deixando a Ucrânia. As aeronaves em questão são dois KC-390 Millennium, que segundo a FAB foram preparados por orientação dos ministérios da Defesa e das Relações Exteriores.

Ainda de acordo com a Força Aérea, as aeronaves são do mesmo modelo utilizado em outras missões humanitárias internacionais, como o transporte de donativos para as vítimas da explosão em Beirute, capital do Líbano, em 2020, e o apoio emergencial à tragédia causada pelo terremoto ocorrido em agosto de 2021 no Haiti.

Nesta sexta-feira (25), um trem com brasileiros que se estavam em Kiev partiu da capital da Ucrânia com destino à cidade de Chernivtsi, no oeste do país, próximo da fronteira com a Romênia e com a Moldávia. A operação de retirada foi organizada pela Embaixada do Brasil em Kiev.

O Itamaraty, como é conhecido o Ministério das Relações Exteriores do Brasil, estima que 500 brasileiros vivem ou viviam na Ucrânia antes da invasão da Rússia contra o território. Parte deles postou em suas redes sociais que conseguiu fugir e outros informaram que estão fugindo.

Leia também1 Augusto Nunes: Daqui a pouco o STF vai deliberar sobre a Ucrânia
2 Facebook e Twitter restringem diversas contas na Rússia
3 Bolsonaro viaja para Guarujá, onde irá passar o Carnaval
4 Zelensky se recusa a ser resgatado pelos EUA: "Preciso de munição, não de carona"
5 "Vai durar", diz Macron sobre conflito entre Rússia e Ucrânia

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.