Leia também:
X Terrorista do Talibã liga para âncora da BBC, ao vivo, em jornal

“Tudo em vão”, diz veterano que perdeu as pernas no Afeganistão

Jack Cummings assistiu, "com o coração partido", a volta do Talibã ao poder no país pelo qual lutou

Thamirys Andrade - 17/08/2021 13h50 | atualizado em 17/08/2021 19h36

0_jack-cummings-1 Veterano que perdeu as pernas no Afeganistão lamenta: “Tudo em vão”
Cummings foi um dos 150 mil militares britânicos que serviram no Afeganistão após o 11 de setembro Foto: Reprodução

Um veterano de guerra britânico que perdeu as duas pernas e amigos soldados, em 2010, no Afeganistão, assistiu com angústia à retomada do poder do Talibã no país. Para Jack Cummings, o rápido retorno do grupo terrorista ao palácio presidencial em Cabul indica que seus companheiros “morreram em vão”.

– Valeu a pena? Provavelmente não. Perdi minhas pernas por nada, me parece. Meus companheiros morreram em vão. Sim. No 11° aniversário da explosão que me atingiu, [isto] é muito sombrio. Muitas emoções [estão] passando pela minha cabeça, raiva, tristeza de traição, para citar algumas – desabafou ele em sua conta oficial no Twitter.

0_jack-cummings-1 Veterano que perdeu as pernas no Afeganistão lamenta: “Tudo em vão”
Jack em tratamento após ser atingido por uma bomba no Afeganistão, em 2010 Foto: Reprodução

Em entrevista à emissora Sky News, Cummings declarou que é “devastador” ver a nação pela qual ele lutou se “desfazer em fumaça”.

– Ver o desenrolar da semana passada, a devastação, a perda e como o Talibã facilmente conquistou o país, me deixa sem palavras. É comovente e devastador ver que o país em que lutei e pelo qual lutei acabou de virar fumaça assim – lamentou.

Mesmo diante desses acontecimentos, Jack afirmou que deseja se manter positivo por ter sobrevivido à guerra.

– Tudo o que posso fazer é me manter positivo, positivo, estou vivo quando 454 não chegaram em casa. Grato à minha equipe, a poderosa Equipe Pedra Amarela. Grato às incríveis enfermeiras e [aos] médicos – escreveu no Twitter.

Ex-engenheiro, Cummings foi um dos 150 mil militares britânicos enviados ao Afeganistão após o 11 de setembro. Seu trabalho era encontrar bombas e dispositivos explosivos improvisados.

0_jack-cummings-1 Veterano que perdeu as pernas no Afeganistão lamenta: “Tudo em vão”
Veterano de guerra ao lado da esposa, nos dias atuais Foto: Reprodução

Leia também1 Facebook proíbe conteúdo de apoio aos talibãs, diz porta-voz
2 Após caos, tropas americanas assumem aeroporto de Cabul
3 Mesmo após caos, Biden diz que retirada das tropas foi o correto
4 Possíveis membros do Talibã são mortos após confronto armado
5 Afegãos são flagrados se pendurando em avião durante decolagem

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.