Leia também:
X Maduro fala em erradicar extrema pobreza na Venezuela até 2025

Tonga: Erupção é uma das mais intensas do mundo em décadas

Os efeitos do vulcão submarino têm sido sentidos em diversos países

Thamirys Andrade - 16/01/2022 18h11 | atualizado em 17/01/2022 11h09

Erupção de vulcão submarino Tonga
Imagens de satélite captaram as nuvens de cinzas, vapor e gás emitidas pelo vulcão Hunga Tonga-Hunga Ha’apai Foto: EFE/EPA/RAMMB/NOAA/NESDIS

A erupção do vulcão submarino em Tonga, no Pacífico Sul, já é considerada uma das mais intensas no mundo em décadas. O fenômeno tem provocado ondas a milhares de quilômetros de distância, chegando a diferentes países, um alto número de descargas elétricas e variação de pressão atmosférica em todo o mundo, sentida até mesmo no Brasil.

Em um intervalo de apenas uma hora, o vulcão Hunga-Tonga-Hunga-Ha’apai foi responsável por provocar mais de 200 mil raios, sendo 63 mil deles em apenas 15 minutos. As descargas elétricas ocorreram nas regiões de Mackay, Isaac e Whitsunday e foram divulgadas pela Ergon Energy Network.

Segundo explicam especialistas, a incidência de raios é uma consequência comum de erupções vulcânicas.

– Tudo o que é preciso é calor, ionização, uma diversidade de moléculas e transporte do material vulcânico. E, quando carga suficiente se separa na distância certa, ocorrem descargas elétricas. É assim que se formam relâmpagos vulcânicos – informou o Metsul.

Entre os países mais afetados está Tonga, que foi atingido neste sábado (15) por ondas de mais de um metro, segue sem acesso à internet e com registros de blecautes.

O Chile também sentiu os efeitos da erupção após sua costa norte ser atingida por ondas de quase dois metros. O país sul-americano permaneceu em alerta durante todo o sábado, esperando a chegada de ondas anormais.

A erupção causou ainda um tremor na capital peruana, Lima, e agentes municipais atuaram para retirar cidadãos das praias em razão de maremotos.

Resquícios de um tsunami atingiram ainda a costa oeste dos Estados Unidos e do Canadá nesse sábado, com ondas que passaram de um metro e causaram leves inundações em parte da Califórnia.

O Equador também decidiu emitir um alerta de tsunami em Galápagos, após registrar perturbações marinhas em razão do vulcão.

O vulcão também gerou “pequenas ondas de tsunami que não ameaçam a bacia do Caribe”, informou o Serviço de Avisos de Tsunami dos EUA. As ondas que variavam entre 3 e 12 centímetros ocorreram na Ilha das Mulheres e em Puerto Morelos, no México, e na Ilha de Mona, em Porto Rico.

Leia também1 Erupção de vulcão submarino provoca tsunami em Tonga
2 Chile pede evacuação em Ilha de Páscoa após erupção submarina
3 Grande meteoro é visto em MG e assusta até prefeito. Vídeo!
4 Maduro fala em erradicar extrema pobreza na Venezuela até 2025
5 Papa Francisco expressa apoio a vítimas de enchentes no Brasil

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.