Leia também:
X Cidade do México libera shows após queda de casos por Covid

Terremoto de 6,4 graus na China deixa ao menos três mortos

Tremor na região de Yunnan também teria deixado 27 pessoas feridas

Pleno.News - 22/05/2021 10h41 | atualizado em 22/05/2021 14h49

Terremoto de 6,4 graus atingiu a China Foto: EFE/EPA/Sen Xiao

Pelo menos três pessoas morreram e outras 27 ficaram feridas após um terremoto de magnitude 6,4 registrado nesta sexta-feira (21) na região de Yunnan, no sul da China, de acordo com o último relatório divulgado neste sábado (22) pelas autoridades locais.

Entre os feridos, três sofrem lesões graves, informou a agência de notícias oficial “Xinhua” com base nos números do balanço atualizados às 6h (local, 19h de sexta em Brasília).

O tremor ocorreu na sexta às 21h48 (local, 10h48 de Brasília), e seu epicentro estava localizado a cerca de 37 quilômetros da cidade de Dali, perto da fronteira com Mianmar, e a uma profundidade de cerca de 8 quilômetros.

Depois disso, quatro outros terremotos de magnitude superior a 5 na escala Richter foram registrados até as 23h (local, 12h de Brasília) no condado de Yangbi, o mais afetado dos 12 em que o tremor foi sentido.

Até as 2h deste sábado (15h de sexta em Brasília), foram registrados 166 tremores secundários na região, para onde equipes de emergência foram deslocadas e onde ainda estão trabalhando.

A região de Yunnan, como a vizinha Sichuan, é propensa a terremotos devido ao atrito das placas tectônicas asiática e indiana, embora em muitos casos esses abalos sísmicos tenham seu epicentro em áreas de baixa densidade populacional, como o planalto tibetano e os desertos da Ásia Central.

TREMOR FORTE EM QINGHAI
Apenas algumas horas após o terremoto de Yunnan, as autoridades chinesas relataram outro tremor de magnitude 7,4 na província ocidental de Qinghai, do qual até agora não foram relatadas vítimas. O epicentro desse segundo abalo foi localizado no Condado de Maduo, a cerca de 17 quilômetros de profundidade.

O tremor, que ocorreu às 2h04 (15h04 de sexta-feira em Brasília), foi sentido fortemente na capital da província, Xining, que está localizada a quase 400 quilômetros do epicentro, segundo a mídia estatal.

As autoridades não relataram mortos nem feridos por enquanto, apesar de ter havido colapsos em trechos de rodovias e pontes, algo que não impediu a instalação de equipes de resgate na área afetada.

*EFE

Leia também1 Menina de nove anos morre após cair do 22° andar de edifício
2 STF está dividido em julgamento sobre delação de Sérgio Cabral
3 Queiroga diz que já agiu para isolar cepa indiana da Covid
4 Ana Paula Henkel recorre de decisão favorável à Globo
5 MA multa Bolsonaro por gerar aglomeração e não usar máscara

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.