Leia também:
X Governador do Colorado assina lei para proteger o aborto

Tanque de ácido é atingido e põe população em risco, na Ucrânia

Ainda não está claro quem foi o responsável pelo ataque

Thamirys Andrade - 05/04/2022 12h40 | atualizado em 05/04/2022 13h31

bandeira ucrania leonhard-niederwimmer-32c_lBEJ0S4-unsplash
Bandeira da Ucrânia [Imagem Ilustrativa] Foto: Unsplash | Leonhard Niederwimmer
Um tanque com ácido nítrico foi alvo de ataque nesta terça-feira (5) na área separatista da Ucrânia, podendo liberar vapor tóxico para a população. O governador da cidade de Rubizhne, Serhii Gaidai, pediu que as pessoas não deixem suas casas e esconderijos em razão do risco que o ácido nítrico oferece aos humanos.

– Não saia do esconderijo. Se você estiver dentro de casa, feche as portas e janelas. Efeito em humanos: o ácido nítrico é perigoso se inalado, ingerido e em contato com a pele e mucosas – orientou Gaidai.

O líder regional atribui o ataque às forças russas, enquanto separatistas responsabilizam os nacionalistas ucranianos. Por meio de comunicado, o Ministério da Defesa da Rússia negou que o país esteja por trás da ofensiva e endossou a versão dos separatistas.

O ácido nítrico é corrosivo para a pele, olhos, aparelho digestivo e também para o trato respiratório. Caso seu vapor seja aspirado em grandes concentrações, pode levar a dificuldades respiratórias, pneumonite, edema agudo de pulmão, perda da consciência ou mesmo à morte.

Em alerta nas redes sociais, Gaidai informou a população da região sobre os primeiros socorros. Ele disse que, em caso de contato com os olhos, deve-se lavar a região com água corrente por 10 a 30 minutos. Se a pele for atingida, usa-se água, bicarbonato de sódio e sabão na área afetada. Se o ácido nítrico for ingerido, ele indica lavagem gástrica com água em abundância.

Leia também1 Primeiro-ministro da Hungria chama Zelensky de adversário
2 Prefeita ucraniana e família são encontrados mortos em Kiev
3 Para Lula, guerra na Ucrânia seria resolvida em mesa de bar
4 Zelensky chama tropas russas de “estupradoras” e “carniceiras”
5 "Se os russos nos viam, atiravam na gente", diz morador de Bucha

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.