Leia também:
X NY: Saiba quem é o suspeito de participar do ataque no metrô

Suspeito de participar de ataque no metrô de Nova Iorque é preso

Frank James passou a figurar como suspeito após investigadores determinarem que ele comprou a arma recuperada no local do ataque

Paulo Moura - 13/04/2022 15h34 | atualizado em 13/04/2022 16h20

Frank James foi preso pela polícia Foto: Reprodução/YouTube

Frank James, o homem de 62 anos apontado como suspeito de participar do ataque a tiros no metrô de Nova Iorque na manhã desta terça-feira (12), foi preso pela polícia nova-iorquina nesta quarta-feira (13). A informação foi confirmada por policiais a veículos de imprensa do país, como a CNN e o New York Times.

Inicialmente, James foi descrito pela polícia como uma “pessoa de interesse” no caso, mas passou a ser declarado suspeito nesta quarta-feira após investigadores determinarem que ele comprou a arma recuperada no local do ataque.

O ataque ao metrô deixou 29 pessoas feridas, incluindo dez que foram baleadas. Cinco das vítimas eram jovens indo para a escola, disse a governadora de Nova Iorque, Kathy Hochul. Ainda não se sabe o motivo do tiroteio, mas o ataque não está sendo investigado como um ato de terrorismo.

QUEM É FRANK JAMES
De acordo com a imprensa americana, James tem endereços nos estados do Wisconsin e da Pensilvânia. Na terça, o jornal New York Times entrevistou uma vizinha de Frank James, que disse que o homem era rude e frio com ela.

Identificada pela publicação como Keilah Miller, a vizinha afirmou que morava em uma residência ao lado da casa de James na cidade de Milwaukee, em Wisconsin. A mulher ressaltou que ele havia se mudado para o local no ano passado. Ela ainda contou que o ouviu gritar no telefone várias vezes, incluindo uma conversa em que ele reclamou de pessoas ignorantes.

Em um vídeo postado no YouTube recentemente, James descreveu um plano de fazer as malas em seu apartamento em Milwaukee e dirigir justamente um veículo alugado da U-Haul para a Filadélfia, onde ele disse ter alugado um lugar para ficar. No vídeo, ele descrevia sua preocupação em retornar à Filadélfia, que ele chamou de “zona de perigo”.

– Na viagem, estou apenas pensando porque estou voltando para a zona de perigo, por assim dizer, e isso está provocando muitos pensamentos negativos – disse ele.

Leia também1 NY: Saiba quem é o suspeito de participar do ataque no metrô
2 Carla Diaz sobre BBB: "Julgada pelas atitudes dos outros"
3 Carlos B. quer banir o ensino de comunismo em escolas do Rio
4 Carlos denuncia truque da CNN para mostrar Lula em 1º
5 Polícia conclui inquérito sobre morte do hipster da Federal

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.