Leia também:
X EUA: Joe Biden recebe terceira dose de vacina contra Covid

Reforço da vacina contra a Covid renderá bilhões para empresas

Farmacêuticas estão "animadas" com as projeções de lucro para 2022

Monique Mello - 27/09/2021 18h05

Norte-americanos terão dose de reforço da vacina contra a Covid-19 Foto: EFE/José Jácome

Sob o governo Joe Biden, as autoridades de saúde dos Estados Unidos reiteraram a necessidade de mais vacinas da Pfizer como dose de reforço para todos os americanos com mais de 65 anos ou pessoas com risco maior de contrair o novo coronavírus. Com isso, nas próximas semanas, a terceira dose deve ser oferecida em um programa mais amplo de vacinação, que deverá incluir os imunizantes da Moderna e Janssen.

Em agosto, Biden já havia apresentado o plano de reforço da vacinação nos EUA, e desde então, a previsão média entre os analistas para a receita da Moderna em 2022, por exemplo, aumentou 35%.

– Essa oportunidade vai refletir em bilhões de pessoas em todo o mundo, que precisam tanto da vacina quanto de um reforço – disse Michael Yee, analista da Jefferies.

Karen Andersen, analista da consultoria Morningstar, espera que as doses extras tragam US$ 26 bilhões em vendas globais no próximo ano para a Pfizer e US$ 14 bilhões para a Moderna. Os executivos da Pfizer e BioN-Tech esperam que sua margem de lucro gire em torno de US$ 7 bilhões em 2022, apenas com as doses de reforço. A especialista fez os cálculos a pedido da agência de notícias AFP.

Na contramão, a Janssen e a inglesa AstraZeneca declararam que não pretendem lucrar com suas vacinas contra a Covid-19 durante a pandemia.

Leia também1 EUA: Joe Biden recebe terceira dose de vacina contra Covid
2 Bolsonaro testa negativo para Covid-19 após viagem a NY
3 Presidente da Croácia critica CNN: "Espalham o pânico"
4 Papa Francisco: "Somos vítimas da cultura do descarte"
5 "Doutor Terra Plana": Eduardo Paes e Osmar Terra batem boca no Twitter

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.