Leia também:
X Megatsunami inundou costa de Israel há 10 mil anos, diz estudo

Rede social Parler segue se preparando para voltar ao ar

Empresa contratou os serviços de hospedagem da Epik

Pleno.News - 18/01/2021 16h17

Rede social Parler Foto: Reprodução

A rede social Parler segue se preparando para voltar ao ar após ter tido seu serviço de hospedagem suspenso pela Amazon. A empresa registrou um domínio e servidor com a empresa Epik, que fornece serviços de soluções de internet.

Ao entrar no site do Parler, é possível ler uma mensagem enviada pelo criador da rede, John Matze.

“Agora parece ser o momento certo para lembrar a todos vocês — fãs e odiadores — por que começamos esta plataforma. Acreditamos que a privacidade é fundamental e a liberdade de expressão, essencial, especialmente nas redes sociais. Nosso objetivo sempre foi fornecer uma praça pública apartidária onde os indivíduos pudessem desfrutar e exercer seus direitos. Resolveremos qualquer desafio diante de nós e planejamos acolher todos vocês de volta em breve. Não vamos deixar o discurso civil perecer!”, disse o texto.

Em comunicado, a Epik informou que “não teve nenhum contato ou discussão com a Parler de qualquer forma a respeito de nossa organização se tornar seu registrador ou provedor de hospedagem”.

A empresa também disse entender que “a Parler estava trabalhando para atender aos termos solicitados por vários elementos de sua cadeia de suprimentos e, até o momento, nenhuma comunicação foi recebida por eles para discussão sobre a futura prestação de serviços”.

Além disso, a Epik ainda apontou que “quando se trata de Parler, fica claro que existe um padrão artificial que muitos agora desejam aplicar. O impressionante tamanho do Twitter e do Facebook por si só tornou a mudança real ou a responsabilidade quase impossível, já que os interesses e objetivos políticos de seus próprios executivos acabam criando um padrão duplo inegável para o policiamento e a fiscalização. No último ano, os efeitos disso foram sentidos por milhões de pessoas, já amedrontadas, enquanto nossa nação se deparava com ondas de violência sem precedentes contra a vida e a propriedade”.

Leia também1 John Matze, CEO do Parler, e sua família são ameaçados de morte
2 CEO do Parler diz não saber quando aplicativo retornará
3 Após ser removida de servidores, Parler processa a Amazon
4 Eduardo Bolsonaro coloca foto de Trump no perfil do Twitter
5 Após perder suporte ao app, rede social Parler tem site desativado

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.