Leia também:
X EUA suspendem algumas sanções contra a Venezuela

William manifesta apoio a jogador que assumiu ser gay

"O que Jake fez exige coragem e esperamos ajudar a quebrar barreiras", avaliou o neto da rainha Elizabeth II

Pleno.News - 17/05/2022 15h03 | atualizado em 17/05/2022 15h23

Príncipe William Foto: EFE/EPA/NEIL HALL

O príncipe William manifestou apoio ao atacante Jake Daniels, do Blackpool, que decidiu assumir a sua homossexualidade na segunda-feira (16). O membro da família real britânica disse esperar que a atitude do jogador de 17 anos sirva de inspiração para outros jovens atletas na luta contra o preconceito.

William se pronunciou por meio das redes sociais, nesta terça (17).

– O que Jake fez exige coragem e esperamos ajudar a quebrar barreiras que não têm lugar em nossa sociedade. Espero que sua decisão de falar abertamente dê aos outros a confiança para fazer o mesmo. O futebol deve ser um jogo para todos – escreveu William em seu perfil no Twitter.

Daniels é o primeiro jogador profissional de futebol masculino em atividade na Europa a falar abertamente sobre a sua homossexualidade desde Justin Fashanu, em 1990. O jogador afirma que gostaria de se tornar um modelo para outros jovens que, assim como ele, não se sentem confortáveis em comentar o assunto por temerem ser vítimas de homofobia.

Quem também manifestou apoio a Daniels foi o ex-lateral Gary Neville, ídolo do Manchester United e com longa passagem pela seleção inglesa. Para ele, a decisão do jogador do Blackpool “ficará na história” e pode ajudar a mudar a cultura do vestiário no futebol masculino.

– Foi preciso uma coragem incrível para fazer o que ele fez. Em um vestiário, parece impensável anunciar que você é gay. Não consigo imaginar o quão difícil isso tem sido – disse Neville no programa Monday Night Football, do canal Sky Sports.

Em novembro de 2021, o lateral Josh Cavallo, do Adelaide United, da liga australiana, também se revelou homossexual e recebeu apoio de figuras importantes como do técnico do Liverpool, Jürgen Klopp.

*AE

Leia também1 Charles substitui Elizabeth II e sinaliza começo de transição
2 Trump diz que Harry é o homem mais domesticado do mundo
3 Elizabeth II não fará discurso do trono, e Charles irá substituí-la
4 Folha de S.Paulo "mata" rainha Elizabeth II por engano
5 Putin é desafeto da rainha Elizabeth II desde 2003. Entenda

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.