Leia também:
X Filho caçula de Donald e Melania Trump também teve Covid-19

Porta-voz da Casa Branca tem conta bloqueada pelo Twitter

Kayleigh McEnany compartilhou publicação com denúncias contra filho de Joe Biden

Gabriela Doria - 14/10/2020 22h13 | atualizado em 14/10/2020 22h16

Kayleigh McEnany teve conta bloqueada pelo Twitter Foto: EFE/Yuri Gripas

A porta-voz da Casa Branca Kayleigh McEnany teve sua conta pessoal no Twitter bloqueada pela própria plataforma. Segundo a Casa Branca, o bloqueio aconteceu porque McEnany expôs uma suposta negociação entre Hunter Biden, filho do candidato democrata Joe Biden, e um executivo ucraniano.

– O Twitter bloqueou a conta pessoal da porta-voz da Casa Branca Kayleigh McEnany por ter compartilhado notícias que os democratas não gostam – disse uma publicação do governo dos EUA.

Antes de ser bloqueada, McEnany havia publicado a informação de que Hunter recebeu a proposta de um executivo ucraniano para que ele usasse “sua influência” nos EUA em favor de sua empresa. Em troca, haveria o pagamento de 50 mil dólares por mês ao filho de Biden. McEnany diz ainda que, na época da proposta, Joe Biden era responsável pelas relações diplomáticas com a Ucrânia e Hunter fazia parte do conselho da Burisma, a empresa comandada pelo executivo.

A denúncia compartilhada por McEnany é baseada em uma reportagem do portal de notícias The NY Post. O site diz ter obtido emails que comprovariam as propostas ao filho de Biden. Curiosamente, Facebook e Twitter censuraram o alcance da reportagem. Como resposta, Trump ameaçou retirar as proteções que as plataformas gozam nos Estados Unidos.

O bloqueio da conta da porta-voz é visto como uma reação às ameaças de Donald Trump e uma tentativa de abafar as denúncias contra Biden, que segue à frente do republicano, segundo as pesquisas eleitorais.

Leia também1 Filho caçula de Donald e Melania Trump também teve Covid-19
2 Amy Barrett diz que decisão pró-aborto pode ser revertida
3 Testes de Trump para Covid-19 deram negativo, informa médico
4 EUA: Trump diz que venceu "esse horrível vírus da China"
5 Senado dos EUA inicia análise de indicada por Trump ao Supremo

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.