CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X Medida que multava idosos em circulação é derrubada

Por carta, Boris Johnson pede que cidadãos fiquem em casa

"Salve vidas", pediu o primeiro-ministro britânico

Rafael Ramos - 29/03/2020 08h29 | atualizado em 29/03/2020 10h03

Boris Johnson enviou carta aos cidadãos britânicos Foto: EFE/EPA/Julian Simmonds/Pool

Diagnosticado com o novo coronavírus, o primeiro-ministro britânico Boris Johnson alertou, por meio de carta, aos cidadãos do Reino Unido sobre a crise causada pela pandemia. Johnson acredita que a situação piore antes de começar a melhorar.

Isolado, o primeiro-ministro avisou que restrições mais rígidas poderão ser adotadas. Na semana passada, o Reino Unido fechou lojas e proibiu reuniões com mais de duas pessoas nas ruas.

Johnson aproveitou para parabenizar os cidadãos que estão se oferecendo para ajudar os mais vulneráveis. Ele também anunciou médicos e enfermeiros aposentados estão retornando ao sistema de saúde do Reino Unido.

– Estamos nos preparando da maneira correta e, quanto mais seguirmos as regras, menos vidas serão perdidas e mais cedo elas voltarão ao normal. É com esse espírito britânico que venceremos o coronavírus e venceremos juntos. É por isso que, neste momento de urgência nacional, peço que, por favor, fique em casa, proteja o NHS e salve vidas – disse a carta.

Até o momento, o Reino Unido confirmou 17.089 casos de pessoas infectadas pelo coronavírus. Desse total, 1019 morreram e 151 foram curados da doença.

Leia também1 Brasil registra 114 mortes e 3.904 casos de coronavírus
2 Covid-19: Rússia anuncia fechamento de fronteiras
3 Mortes por coronavírus na Itália já passam de 10 mil

Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo