Leia também:
X Governo chinês remove aplicativos da Bíblia, diz site

População do Haiti não acredita na vacina contra a Covid-19

O país é o mais pobre das Américas

Pleno.News - 05/05/2021 18h45 | atualizado em 05/05/2021 18h59

Rua de Porto Príncipe, Haiti Foto: EFE / JEAN MARC HERVE ABELARD

Boa parte da população haitiana reluta em tudo que “cheire” a vacinação contra a Covid-19, no país mais pobre da América e que é um dos poucos no mundo onde ainda não iniciou a vacinação contra a doença.

– Não vejo com bons olhos essa questão da vacina. Não acredito nesses líderes que temos que poder verificar a confiabilidade dessas vacinas assim que chegarem. Não acredito nessas vacinas – disse Pierre, um mototaxista, à EFE.

Por não acreditar na existência da pandemia, os haitianos rejeitam qualquer possibilidade de serem vacinados mais de um ano depois que as autoridades anunciaram a descoberta das duas primeiras infecções.

– Não confio nas autoridades. Não quero nada delas. As autoridades que temos não geram confiança. Isso levanta dúvidas – acrescentou Pierre.

O motociclista Pierre não acredita na vacina contra a Covid-19 Foto: EFE/ JEAN MARC HERVE ABELARD

Na verdade, muito antes de as vacinas começarem a ser aplicadas no mundo, os haitianos se recusaram a ir aos hospitais durante o pico da pandemia no país, entre maio e junho de 2020.

O Haiti é elegível para receber vacinas gratuitas da iniciativa Covax, um programa apoiado pela Organização Mundial da Saúde para fornecer vacinas para os países mais pobres.

No entanto, o governo demorou a cumprir algumas das etapas legais e burocráticas que a Covax exige, segundo a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), colocando assim em dúvida em que altura o país irá receber a primeira remessa das 756 mil doses da vacina AstraZeneca, que eram esperadas até ao final de maio.

No início do mês de abril, o governo rejeitou um lote de doses da farmacêutica AstraZeneca oferecidas pela Organização Mundial da Saúde (OMS), por meio do mecanismo Covax, alegando “um rebuliço mundial em torno dessa vacina”.

Ainda assim, a Covax planeia entregar doses suficientes para vacinar 20% dos 11,3 milhões de haitianos até o final deste ano, de acordo com Tristan Rousset, porta-voz da OPAS em Porto Príncipe.

*EFE

Leia também1 Canadá aprova uso de vacina em menores de 12 a 15 anos
2 Nônuplos! Mulher dá à luz 9 bebês saudáveis em Marrocos
3 Segundo EUA, vacinas protegem mais do que imunização natural
4 OMC discute quebrar patentes de vacinas contra a Covid-19
5 Biden oferece ajuda ao México devido a acidente no metrô

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.