Leia também:
X Saiba quem é o homem que mais ganhou dinheiro em 2022

Zelensky se diz “disposto a falar com Putin, mas sem ultimato”

Presidente ucraniano deu declarações durante uma entrevista à emissora italiana Rai

Pleno.News - 12/05/2022 14h46 | atualizado em 12/05/2022 16h09

Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky Foto: EFE/ Sergey Dolzhenko

O presidente da Ucrânia, Volodymir Zelensky, disse que está “pronto para conversar” com o presidente russo, Vladimir Putin. No entanto, ele explicou que o diálogo tem que ser “sem ultimato”.

O líder ucraniano também quer uma troca com Moscou, que permita “salvar os vivos e tirar os mortos” da siderúrgica Azovstal.

Em trechos de uma entrevista que concedeu à emissora italiana Rai, e que irá ao ar na íntegra ainda nesta quinta-feira (12), Zelensky afirmou que as negociações com Moscou são difíceis porque “todos os dias os russos ocupam vilarejos, muitas pessoas deixaram suas casas, foram mortas pelos russos”, Ainda segundo ele, os cidadãos ucranianos sofrem “tortura e assassinato”, o que “complica muito as coisas”.

Sobre a situação em Azovstal, o presidente ucraniano disse que o governo de seu país está fazendo “todo o possível”.

– Demos as informações aos russos. A Suíça e a Turquia estão envolvidas neste assunto, e também falei com o presidente da Finlândia (Sauli Ninisto), que falará com Putin – declarou.

Ele ressaltou que o exército russo deveria deixar a Ucrânia o quanto antes e responder pelo que fez.

– Sei que Putin queria alcançar um resultado, mas não conseguiu. Que estamos sendo solicitados a entregar algo para salvar a pele do presidente russo, [e isso] não é justo. A Ucrânia não vai salvar a pele de alguém pagando [com seus territórios] – disse.

Ele negou ter considerado “reconhecer a independência da Crimeia”, península anexada pela Rússia em 2014, e frisou que ela “sempre foi território ucraniano”.

– A Ucrânia quer paz, coisas muito normais como o respeito à soberania, integridade territorial, tradições populares, idioma. Essas podem ser coisas triviais, mas foram violadas pela Rússia e devem ser devolvidas – afirmou.

*EFE

Leia também1 Bilionário russo morre em misterioso ritual "cura ressaca"
2 Musk faz post enigmático sobre morte e intriga seguidores
3 "Entrada da Ucrânia na UE pode levar décadas", diz Macron
4 Manifestantes jogam tinta em embaixador russo na Polônia
5 Ex-A Fazenda é contratada pela Fox News para cobrir guerra

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.