Leia também:
X Ucrânia afirma que matou 3 generais russos. Saiba quem são

Zelensky afirma que poderia encontrar Putin em Israel

Presidente da Ucrânia falou sobre a iniciativa do primeiro-ministro de Israel, Naftali Bennett, de atuar como um mediador

Henrique Gimenes - 12/03/2022 21h57

Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky Foto: EFE/EPA/LESZEK SZYMANSKI

Neste sábado (12), o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, afirmou que está disposto a ter uma conversa com o presidente da Rússia, Vladimir Putin, na cidade Jerusalém, em Israel. Ele, no entanto, afirmou que o encontro só vai ocorrer se houver um cessar-fogo em sua país.

A declaração foi dada durante uma entrevista concedida a jornalistas. Zelensky falou sobre a iniciativa do primeiro-ministro de Israel, Naftali Bennett, de assumir uma posição de mediador para o conflito.

– Geralmente apoiamos a mediação por qualquer um (…) mas eu não chamaria o primeiro-ministro Bennett de ‘qualquer um’ – explicou Zelensky.

O ataque da Rússia à Ucrânia ocorreu na madrugada do dia 24 de fevereiro. O anúncio da “operação militar no leste da Ucrânia” foi feito pelo presidente russo, Vladimir Putin, em um discurso transmitido na televisão. De acordo com ele, o objetivo era “proteger as pessoas que são submetidas a abusos, genocídio de Kiev durante oito anos”, e, para isso, ele buscaria “desmilitarizar e desnazificar a Ucrânia e levar à Justiça aqueles que cometeram vários crimes sangrentos contra pessoas pacíficas, incluindo cidadãos russos”.

Leia também1 Ucrânia afirma que matou 3 generais russos. Saiba quem são
2 'A Dilma por si só já era uma pandemia', diz Eduardo Cunha
3 Feliciano ironiza medidas de Biden e o compara a Dilma
4 Zelensky descreve perdas do exército russo como "colossais"
5 Ucrânia: Homem estupra refugiada após oferecer abrigo

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.