Leia também:
X Macron diz a Putin que tensão é incompatível com conversas

Em Kiev, ucranianos prometem resistir a ataque russo

Manifestação aconteceu neste sábado

Pleno.News - 12/02/2022 15h15 | atualizado em 12/02/2022 19h22

Marcha pela Unidade, em Kiev Foto: EFE/EPA/SERGEY DOLZHENKO

Neste sábado (12), mais de 5 mil pessoas, de acordo com observadores, participaram da chamada Marcha pela Unidade, em Kiev, capital da Ucrânia. A multidão expressou o desejo de resistir a um eventual ataque da Rússia, que mobilizou tropas para fronteiras com a Ucrânia e realiza exercícios militares no vizinho Belarus e no Mar Negro.

A manifestação começou no parque Taras Shevchenko, no centro da capital e se dirigiu ao memorial construído em memória aos mortos nos protestos de Maidan.

Na marcha, que aconteceu sem incidentes, foi possível identificar pessoas portando bandeiras ucranianas, ostentando cartazes pedindo a saída das forças russas da Crimeia e exaltando a Ucrânia.

Na frente do grupo de pessoas participantes do ato, foi aberto uma grande faixa com os dizeres “Os ucranianos resistirão”.

Manifestantes expressaram desejo de resistir a um eventual ataque da Rússia Foto: EFE/EPA/SERGEY DOLZHENKO

Além disso, era possível ver bandeiras vermelhas e brancas utilizadas pelos grupos de oposição ao governo de Belarus, presidido por Alexandr Lukashenko, aliado da Rússia, que vem negando ter intenções de promover uma invasão à Ucrânia.

Apesar disso, Moscou tem concentrados tropas no próprio território, perto da fronteira com o país vizinho, o que considera se tratar de um direito soberano.

O recente anúncio dos Estados Unidos sobre a proximidade de um ataque russo, que poderia acontecer na próxima quarta-feira, além da retirada do corpo diplomático de diversas embaixadas, aumentaram as tensões, apesar dos pedidos do presidente ucraniano, Volodimir Zelenksi, que nega a proximidade de uma guerra.

*EFE

Leia também1 Macron diz a Putin que tensão é incompatível com conversas
2 Em meio à tensão, EUA e Rússia retiram diplomatas da Ucrânia
3 Bolsonaro diz que vai à Rússia por "convite, comércio e paz"
4 Rússia pode invadir a Ucrânia na próxima quarta-feira, diz jornal
5 Ucrânia exige explicações da Rússia sobre atividades militares

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.